Comunicação

17h21

Wal-Mart e Fundação Odebrecht consolidam parceria social

Os produtos das cadeias produtivas integradas ao Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Baixo Sul da Bahia – DIS Baixo Sul estão expostos em um estande localizado na entrada da loja do Hiper Bompreço Iguatemi.

Compartilhe
Tamanho do texto

Os produtos das cadeias produtivas integradas ao Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Baixo Sul da Bahia – DIS Baixo Sul estão expostos em um estande localizado na entrada da loja do Hiper Bompreço Iguatemi.

A iniciativa simboliza a parceria entre a Fundação Odebrecht e o Wal-Mart Brasil. O objetivo é apresentar aos consumidores os produtos e a história das comunidades do Baixo Sul da Bahia. No estande, além da exibição de vídeos sobre o Programa DIS, os visitantes recebem folhetos informativos e podem degustar alguns dos produtos.

A Fundação Odebrecht apóia o DIS Baixo Sul fomentando o desenvolvimento sustentável da região, com ações que visam promover oportunidades de trabalho e renda, o acesso à educação rural de qualidade, a conservação do meio ambiente e a construção de uma sociedade mais justa e igualitária. O Wal-Mart é um parceiro social desta iniciativa concentrando sua atuação no terceiro elo da produção: está comercializando em suas lojas os produtos das cooperativas, ligadas às cadeias produtivas.

Já podem ser encontrados nos supermercados e hipermercados da rede a farinha de mandioca Itabaina, a tilápia estuarina Coopemar e o palmito de pupunha Cultiverde. Os artesanatos produzidos a base da fibra da piaçava estão sendo vendidos apenas na loja do Hiper Bompreço Iguatemi.

A comercialização é o último elo de uma cadeia produtiva, antecedida pelas fases de produção e beneficiamento. Depois de aprender técnicas para maior produtividade e qualidade de seus cultivos, os pequenos produtores do Baixo Sul recebem o retorno pelo seu trabalho. É a geração renda digna para centenas de unidades-família da região.

Fontes:

Arthur Dazzani – representante da Fundação Odebrecht, responsável pela comercialização dos produtos do DIS Baixo Sul
71 3206.1848 / 73 9986-3610
arthur.dis@uol.com.br

Jued Andari – Coordenador de Marketing de Supermercados e Hipermercados do Wal-Mart Brasil.
71 3270.2157 / 718103-1817
Jued.Andari@wal-mart.com

Sobre o DIS Baixo Sul:

Baixo Sul da Bahia. Um dos mais belos cartões-postais do Estado é também uma das regiões mais pobres do Brasil. Formada por 11 municípios, mais da metade de sua população - cerca de 260 mil pessoas - vive com renda baixa e sem acesso à educação de qualidade. Essa situação, no entanto, começou a mudar, a partir de uma iniciativa da comunidade, voltada à própria comunidade: o Programa DIS Baixo Sul.

O DIS Baixo Sul é uma iniciativa que está contribuindo para o desenvolvimento da região e para a diminuição do êxodo rural. A partir do potencial econômico da região, foram desenvolvidas Cadeias Produtivas que impulsionam a economia do Baixo Sul da Bahia.

Cadeia Produtiva da Mandioca

Liderada pela Cooperativa dos Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan), reúne mais de 500 famílias de nove municípios. Os cooperados tiveram acesso a novas técnicas de produção e beneficiamento. A fábrica de farinha da Coopatan funciona com rigoroso controle de higiene e utiliza tecnologias limpas, como o uso de madeira renovável nos fornos e tratamento de resíduos.

Cadeia Produtiva do Palmito

Integra cerca de 300 famílias e é liderada pela Cooperativa dos Produtores de Palmito do Baixo Sul (Coopalm). Introduziu novos tratos culturais, utilizando tecnologia originária do Equador e da Costa Rica. Os palmitos são envazados nas modalidades inteiro, picado e aperitivo, com sabores diferentes, totalizando 13 variedades. O produto já está sendo exportado para a França e Estados Unidos, por meio da Alter-Eco (empresa de Comércio Justo).

Cadeia Produtiva da Aqüicultura

Liderada pela Coopemar – Cooperativa Mista de Pescadores, Marisqueiros e Aqüicultores do Baixo Sul (Coopemar), atualmente com 96 cooperados, a Cadeia Produtiva está viabilizando a criação de tilápias estuarinas em tanques-rede. Não se trata de “ensinar a pescar”, mas de criar o peixe. O desafio é generalizar a prática da aqüicultura em todos os municípios do Baixo Sul da Bahia, em bases cooperativas e conservando os estuários.

Cadeia Produtiva da Piaçava

A Cooperativa dos Produtores e Produtoras da Área de Proteção Ambiental (APA) do Pratigi (Cooprap) lidera este projeto que envolve 112 famílias. Visa impulsionar o desenvolvimento das comunidades quilombolas da APA do Pratigi. A Cooprap reintroduziu na região o artesanato com base no coco, na palha e na fibra da piaçava, além de implantar uma fábrica de vassouras.

Mais informações:
Vivian Barbosa
Assessoria de Imprensa
Fundação Odebrecht
(71) 3206-1553
vivian@odebrecht.com

Newsletter
Receba nossas novidades
Basta informar seu nome e melhor e-mail.
preload
2018 - 2020. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital