Comunicação

16h34

Organização de Conservação da Terra lança cartilha escrita por pequenos produtores

Publicação mostra experiências e percepções sobre a aplicação de práticas para agricultura sustentável

Compartilhe
Tamanho do texto

Há três anos, Waldemar Bahia, da pequena comunidade de Roda D’água, na área de Proteção Ambiental (APA) do Pratigi, Baixo Sul da Bahia, não poderia imaginar que um dia seria autor de uma publicação. No entanto, em dezembro de 2015, isso se tornou realidade. Foi lançada, pela Organização de Conservação da Terra (OCT), instituição apoiada pela Fundação Odebrecht através do Programa PDCIS, a cartilha “SAF – Da implantação ao modelo”, um guia de boas práticas escrito por pequenos produtores sobre Sistemas Agroflorestais - modo de plantio que integra a atividade rural à floresta.

Waldemar faz parte do grupo de 20 Agricultores Multiplicadores de Agricultura Sustentável (AMAS), os quais se destacaram pelos procedimentos adotados em suas propriedades e pela capacidade de reaplicação dos conhecimentos adquiridos, desde 2012, em projetos executados pelo Núcleo de Conservação Produtiva da OCT. Responsáveis pelo conteúdo da cartilha, que conta com ilustrações, dicas de plantio e adubação e até receitas que podem ser feitas com os cultivos da região, o grupo comemorou o lançamento da publicação. “Agora estamos realmente prontos para transmitir o que aprendemos”, comentou Jairo Souza, da comunidade Vale do Riachão, município de Igrapiúna.


Dicas de Waldemar fazem parte da cartilha

Com a cartilha em mãos, os produtores têm a responsabilidade de levar o conhecimento para a comunidade, por meio de visitas, oficinas, palestras e seminários. Para Ana Paula Matos, líder da Conservação Produtiva na OCT, ela é a concretização da formação de multiplicadores e representa um marco na sustentabilidade das ações implementadas. “As famílias protagonizam o seu desenvolvimento e crescimento com autonomia, uma vez que dominam técnicas de manejo de baixo custo e impacto”, disse. A expectativa, segundo Volney Fernandes, Diretor Executivo da OCT, é a de criar um ciclo virtuoso de mudanças na APA do Pratigi. “O AMAS é uma estratégia de transformação de um território a partir dos agricultores que passam a ser melhores gestores de suas propriedades”, afirmou.


A agricultora Francisca lê a publicação que ajudou a construir

Para os produtores, a emoção em ver um trabalho sendo concretizado e, enfim, pronto para ser replicado, não tem preço. “Estamos muito felizes com a realização e com os resultados desse projeto. Nós acreditamos que ia dar certo. Não só deu, como agora vamos fazer com que outras pessoas também mudem sua forma de agir e plantar”, afirmou Waldemar. O agricultor e também membro do AMAS, Lourivaldo Grima, não poupou palavras para descrever o significado de ver a cartilha impressa. “Esse manual é meu. Fui eu quem escrevi. Então, posso dizer que está muito bom! ”, finalizou.

Clique aqui e acesse a publicação!
 

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital