Comunicação

09h52

Artigo - Pacto de Política Superior

Por Joaquim Cardoso Filho, Assessor Especial do Presidente Executivo da Fundação Odebrecht

Compartilhe
Tamanho do texto

Por Joaquim Cardoso Filho
Assessor Especial do Presidente Executivo da Fundação Odebrecht

é natural e salutar que os Seres Humanos tenham interpretações diferentes sobre as coisas da vida e, em consequência, proposições diversas para equacionamento dos seus problemas. é essa diversidade que vacina contra as acomodações e alimenta inquietudes e confrontos construtivos, essenciais à identificação, seleção e pactuação de convergências, indicadoras dos caminhos comuns a serem procurados por todos, tendo como referência Metas a serem alcançadas, em Prazos e Custos determinados, com Responsáveis definidos.

Nessas condições, têm-se os ingredientes para definição e detalhamento do ‹‹Objetivo Comum, Superior e Nobre››, norteador do que, como, quanto e quando deve ser implementado, adequado e tempestivo, assegurando-se a integração e inteiração.

Tal Objetivo é Comum porque é conhecido, reconhecido, valorizado e adotado, consciente e deliberadamente, como de interesse de todos. é Superior porque encontra-se acima dos meros interesses individuais e grupais, favorecendo a todos. é Nobre porque se reveste de idealismo, de cultura baseada no compromisso humanista, com respeito pelas Leis da Natureza, na Visão de Futuro e do Todo, pautado em algo intangível e imensurável, ligado a ética e Valores Morais.

é somente com base no ‹‹Objetivo Comum, Superior e Nobre›› que se pode materializar o Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade, fundamentado em Política Superior e implementado por organizações que promovam harmonicamente os Capitais: Humano, Produtivo, Social e Ambiental.

é fundamental que esse Objetivo seja elevado ao âmbito institucional que melhor assegura a regularidade e firmeza dos propósitos comuns que, certamente, ensejarão superação de dificuldades e óbices, melhor enfrentados institucionalmente, visto que precisam ser perpetuados. Mesmo porque o desenvolvimento sustentável não é estanque, não conclui, é sobretudo dinâmico, exigindo permanentes ajustes e adaptações às circunstâncias.

Foi com base nessa compreensão que a Fundação Odebrecht concebeu, modelou, propôs e implementou sinergicamente um Pacto de Governança que obteve a adesão consciente e deliberada das Instituições atuantes no PDCISPrograma de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade.

Este Pacto de Governança, muito além do que um conjunto de regras entre as partes envolvidas, com fins administrativos e contábeis, configura-se como um conjunto de regras básicas, fundamentais para a Governança, a serviço da Sustentabilidade, propugnada de forma diferenciada, idealista e inédita.

No dia 25/04/16, em Ituberá, Estado da Bahia, tal Pacto de Governança foi reconhecido e adotado oficialmente pelos Líderes das Instituições vinculadas ao Programa PDCIS, quais sejam:

Casa Familiar Rural de Igrapiúna (CFR-I), representada pela Presidente do Conselho Deliberativo Jaciara de Jesus Ferreira Schreiter, pelo Líder da instituição Robson Gomes Kisaki e a Líder de Organização Dinâmica (OD) Sílvia Nascimento; Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN), representada pelo Presidente do Conselho Deliberativo Josué de Jesus Silva, Líder da instituição Quionei de Araújo Silva e o Líder de OD Danilo Carvalho; Casa Familiar Agroflorestal (Cfaf), representada pela Presidente do Conselho Deliberativo Maria de Jesus Brito Filha, a Líder da instituição Rita Cardoso e a Líder de OD Elizângela Lisboa; Casa Familiar das águas (CFA), representada pelo Presidente do Conselho Deliberativo André Alves de Jesus, a Líder da instituição Adriana Freitas Pereira e o Líder de OD Valdirio Souza Nunes; Casa Jovem, representada pelo Presidente do Conselho Deliberativo Romildo de Jesus Oliveira e pela Líder da instituição Lauana Cruz Lopes Martins; Cooperativa de Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan), representada pela Presidente do Conselho Delibherativo Ednalva Lima, a Líder de OD Mirele Santana e a Superintendente Irineia Ribeiro; Instituto Direito e Cidadania (IDC), representado pelo Presidente do Conselho Deliberativo Paulo de Jesus Nascimento, pela Líder da instituição Maria Celeste Pereira e o Líder de OD Ronivaldo Martins; Organização de Conservação da Terra (OCT), representada pela Presidente do Conselho Deliberativo Maria Celeste Pereira, pelo Líder da instituição Volney Fernandes e o Líder de OD Graziane Leal.

Todos assinaram os respectivos Pactos, juntamente com a Equipe do âmbito Político-Estratégico da Fundação Odebrecht: Eduardo Odebrecht de Queiroz – Vice-Presidente do Conselho de Curadores e Presidente Executivo ; Graciela Reis – Vice-Presidente de Organização & Governança; Delcy Machado – Operações de Sustentabilidade PDCIS e Joaquim Cardoso - Assessor Especial do Presidente Executivo.

Enfim, aqui se materializa o legado de Norberto Odebrecht que ao longo de 70 anos dedicou sua experiência, conhecimento e sensibilidade ao propósito de equacionamento das questões tão perniciosas, ligadas à pobreza e à exclusão social, concebendo e estruturando o inédito e valioso conjunto de princípios, conceitos e critérios, essenciais ao entendimento construtivo dos seres humanos na busca do bem de todos.

Nada mais emblemático, oportuno e objetivo do que a celebração de um Pacto abrangente e audacioso, comprometido com o mais idealista e modelar propósito de geração do desenvolvimento sustentável regional, no momento em que a incompreensão, desencontros e disputas reinam no cenário nacional.

Seres Humanos simples, a grande maioria jovens, vibram com a percepção e adoção de um ‹‹Objetivo Comum, Superior e Nobre››, que inicia em suas convicções pessoais e transversa por suas Unidades-Família, inseridas em suas Comunidades, tornando-os pactuados com o bem comum, praticado no presente e projetado para o futuro.

Isto dispõe de todo o mérito que precisa ser valorizado.

 

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital