Comunicação

17h37

Dia de celebrar e repassar conhecimento

Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves comemora 15 anos e realiza Seminário Microrregional voltado às inovações no campo

Compartilhe
Tamanho do texto

A camisa personalizada, recebida na abertura do Seminário Microrregional da Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN), já antecipava a essência do evento deste ano, realizado no dia 11 de agosto. Os cerca de 400 participantes estavam unidos - estudantes egressos e em formação, equipe pedagógica, pais, parceiros, autoridades locais e comunidade - para celebrar os 15 anos da unidade de ensino e os avanços da agricultura familiar. Promovido anualmente e em sua quarta edição, o Seminário contou com palestras e estandes com temáticas relacionadas às inovações no campo, apresentados por parceiros e pelos alunos da CFR-PTN.

Antes de iniciar as apresentações, um vídeo mostrou a evolução da Casa Familiar desde sua criação, em 2002, e trouxe a imagem de Norberto Odebrecht para enfatizar o sonho que começava a ser realizado há 15 anos. “Com o apoio da Fundação Odebrecht, fomos em busca do desejo de ter uma escola onde nossos filhos recebessem uma formação digna e ficassem conosco no campo, com qualidade de vida. Conquistamos muitas vitórias e quebramos o preconceito que existia com quem vive na roça. Isso é motivo de muito orgulho”, afirmou a produtora Ednalva Lima. Além de ter três filhos formados pela Casa, ela foi a segunda presidente da instituição. Atualmente, é a Presidente da Cooperativa dos Produtores de Presidente Tancredo Neves (Coopatan), parceira da CFR-PTN.



Todas as turmas que passaram pela Casa Familiar estiveram representadas por alunos, 
que receberam placas de homenagem

“Aqui há um grande diferencial: os jovens levam inovação e tecnologia para suas propriedades e comunidades. Não deixam o conhecimento guardado. E é assim que podemos mudar o país, de dentro para fora”, ressaltou Delcy Machado, responsável na Fundação Odebrecht pelo Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade (PDCIS), do qual a CFR-PTN faz parte. Antônio Carlos Souza, primeiro Presidente da Casa; Joana Almeida, Coordenadora Educacional da Fundação, e Quionei Araújo, Diretor Executivo da CFR-PTN, também discursaram em tom de homenagens à trajetória da Casa Familiar. “Com a primeira turma, mostramos que estávamos construindo uma escola do campo que inspira jovens a se tornarem aquilo que eles querem ser: empresários rurais”, comentou Joana Almeida. Representantes de importantes parceiros como a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) ressaltaram a força da CFR-PTN para o desenvolvimento do município baiano de Presidente Tancredo Neves e regiões vizinhas.

Transformações vividas através da educação e das oportunidades e a força da mulher no campo foram alguns dos temas levantados por jovens que estudam ou que já passaram pela unidade de ensino, a exemplo de Alessandra Souza, formada em 2013. “Nosso ponto mais marcante foi a força de vontade. Estivemos sempre juntos para levar a transformação e o conhecimento para a comunidade”, disse. Cursando o segundo ano, Leonice Brito falou sobre os frutos colhidos desde que ela e os colegas entraram na CFR-PTN. “Estamos vendo os resultados dos nossos projetos, implantados desde o ano passado. Isso nos motiva e intensifica nosso dever em compartilhar os aprendizados conquistados”, afirmou.

Homenagens e repasse de conhecimentos

Durante o evento, placas comemorativas foram entregues pela CFR-PTN a pessoas que marcaram sua trajetória, como os antigos presidentes e alunos, representantes da Fundação Odebrecht, de instituições parceiras e do poder público local. A Fundação também homenageou a Casa Familiar, com placa recebida pelo atual Presidente da CFR-PTN, Josué Silva, e Ednalva Lima.


Fundação Odebrecht homenageou a CFR-PTN com placa entregue ao
atual Presidente, Josué Silva, e Ednalva Lima, segunda Presidente da instituição

Passadas as comemorações pelos 15 anos, as atividades do Seminário foram conduzidas com visitas aos estandes montados pelos alunos do primeiro ano. Eles compartilharam informações sobre temas aprendidos durante a formação, como a cultura do cacau, sustentabilidade na produção agrícola e sistemas de irrigação.


Cacauicultura foi um dos temas dos estandes

 

 

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital