Comunicação

22h46

Mandioca vai virar ração no baixo sul

O empreendimento representa investimentos da ordem de R$510 mil, do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep), e vai beneficiar 333 famílias.

Uma Unidade de Beneficiamento de Ingredientes para Ração (Ubir) está sendo implantada no município de Presidente Tancredo Neves, no baixo sul do estado. Pequenos produtores vão poder aproveitar a folha e o caule da mandioca para produzir um ingrediente protéico para o fabrico de ração animal. O empreendimento representa investimentos da ordem de R$510 mil, do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep), e vai beneficiar 333 famílias. A expectativa é que, no primeiro ano de operação, sejam produzidas 1.080 toneladas da chamada farinha de rama.

A superintendente de Apoio à Inclusão Social da Secretaria de Combate à Pobreza e à Desigualdades Sociais (Secomp), Risalva Telles, afirmou que a unidade vai agregar valor a um produto que já existe. Hoje, os produtores aproveitam apenas a raiz da mandioca para produzir farinha, em uma fábrica que funciona no mesmo município. "Este aproveitamento do caule e da folha vai garantir um aumento da renda das famílias, em função do novo produto", declarou.

Algumas empresas de fabricação de ração animal já demonstraram interesse em adquirir os ingredientes da unidade. As famílias que integram a Cooperativa de produtores Rurais de Presidente Tancredo (Coopatan) deverão fornecer, no primeiro ano, cerca de 5,4 mil toneladas de matéria verde, sendo que em um quilo de farelo de folha de mandioca existem de 200 a 240 gramas de proteína bruta. A ração pode ser utilizada na alimentação de peixes, porcos, avestruzes, entre outros animais.

A Unidade de Beneficiamento de Ingredientes para Ração será entregue em fevereiro de 2006. Segundo Risalva Telles, o empreendimento está sendo concretizado através de uma parceria firmada entre a Secomp e a Coopatan. A Ubir integrará o complexo industrial montado em Presidente Tancredo Neves, que tem como objetivo trabalhar toda a cadeia da mandioca na região.

Fonte:
Correio da Bahia - 23 de dezembro de 2005
Repórter: Pedro Carvalho

Newsletter
Receba nossas novidades
Basta informar seu nome e melhor e-mail.
preload
2018 - 2020. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital