Comunicação

17h20

IGB e a Fundação Odebrecht parceiros

Fonte: Jornal da Cidade, 18 de abril de 2008
Acesse o site - clique aqui.

O Instituto GBarbosa (IGB) e a Fundação Odebrecht assinam uma parceria hoje nas áreas social e ambiental. Será na Central de Apoio da rede de supermercados GBarbosa, na BR-235, Grande Aracaju, às 8h30, e contará com a presença de toda a diretoria da empresa, conselheiros do IGB e representantes da Fundação Odebrecht, incluindo o presidente do Conselho de Curadores, Norberto Odebrecht.

A partir da parceria, as lojas GBarbosa passarão a comercializar os chamados “produtos solidários”, que têm, em toda a sua cadeia produtiva, a responsabilidade sócio-ambiental, aliada ao desenvolvimento humano. A primeira parceria será com o DIS-Baixo Sul, apoiado pela Fudação Odebrecht. O DIS-Baixo Sul trata-se de um programa de fomento à geração de trabalho e distribuição de renda, que prima pela conservação ambiental, a prática da cidadania e a promoção da educação rural de qualidade, contribuindo para a fixação dos jovens talentos nos seus municípios de origem.

A rede supermercadista atuará como importante ponto de escoamento para a produção dos mais diversos artigos. Neste primeiro momento serão comercializados palmito, vassouras de piaçava, farinha de mandioca, tilápia e artesanato – todos gerados pelo Programa DIS Baixo Sul. A participação do GBarbosa, como agente finalizador, ofertando seu expressivo número de pontos de venda, sem qualquer lucratividade financeira, tem a intenção única de reforçar seu compromisso social. Afinal, um dos maiores problemas dos cooperativados é o escoamento de suas produções. Com o apoio da quarta maior rede supermercadista do país, a expectativa é que tais artigos passem a contar com a vazão comercial necessária para que seus programas tenham continuidade.

Os “produtos solidários” serão identificados com um selo padronizado, nas cores vermelho e amarelo. Ao adquirir cada um de tais artigos, o cliente GBarbosa vai saber que está contribuindo para a ocupação disciplinada do solo, o uso racional dos recursos naturais, a preocupação com a não utilização de mão-de-obra infantil ou de atravessadores, além de outros diversos fatores, baseados nos critérios do Comércio Justo, e que contribuem para o desenvolvimento integrado e sustentável.

Newsletter
Receba nossas novidades
Basta informar seu nome e melhor e-mail.
preload
2018 - 2020. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital