Comunicação

17h39

Educação profissional para a vida

Casas familiares oferecem cursos de ensino médio integrados ao técnico para jovens da zona rural. Em 2012 serão cerca de 300 beneficiados

Quando um jovem do Baixo Sul da Bahia ingressa em uma das três casas familiares em atividade na região, encontra uma oportunidade de desenvolvimento no campo, ao lado da família. A formação profissional, oferecida por essas unidades de ensino, é vocacionada para a realidade em que vivem os educandos e integra os níveis médio e técnico. Assim, centenas de novos empresários estão reescrevendo suas histórias. Em 2012, serão beneficiadas cerca de 300 pessoas.

Márcia da Silva, educanda da Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN), é um exemplo. Ao entrar na CFR-PTN em 2009, afirma que seu mundo mudou. “Passei a acreditar que poderia ser capaz de desenvolver minhas habilidades na agricultura. Ligando competências pessoais e produtivas, busco me tornar dona do meu negócio, ajudar a família e ser líder de minha comunidade”, garante a jovem que irá terminar o curso em junho deste ano.

A formação oferecida pelas casas familiares utiliza uma metodologia diferenciada, chamada de Pedagogia da Alternância, em que os jovens passam uma semana em regime de internato, com aulas na sala e no campo, e duas semanas em suas propriedades, aplicando os novos conhecimentos. Todo o trabalho é desenvolvido sob o acompanhamento e a orientação de monitores especializados. Durante três anos aprendem sobre administração rural, cooperativismo, manejo de solos, irrigação, drenagens, além dos mais diversos cultivos.

“Com as experiências adquiridas na Casa Familiar Rural de Igrapiúna [CFR-I], já conquistei grandes resultados. Estou preparada para desenvolver meu projeto de horticultura em 2012. Desejo com esta e outras iniciativas melhorar a renda da minha família e ser exemplo”, assegura Jossilma Brito, jovem da CFR-I.

Para Andressa Dirlane, novata na Casa Familiar Agroflorestal (Cfaf), localizada em Nilo Peçanha (BA), a ansiedade é grande. “A trajetória que está começando possibilitará uma transformação humana e profissional em nossas vidas. Percebi isso já na aula inaugural”, conta a educanda.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital