Comunicação

11h38

Trabalho e renda para jovens artesãos quilombolas

Por meio do Programa Oi Novos Brasis, projeto Joias do Quilombo, coordenado pela Casa Familiar Agroflorestal, recebe recurso de R$ 100 mil

Priorizando o desenvolvimento de jovens empresários rurais, a Casa Familiar Agroflorestal (Cfaf) busca parcerias que somem forças ao seu negócio. A sinergia com o Instituto Oi Futuro é uma delas. Por meio do Programa Oi Novos Brasis, a Cfaf está recebendo o aporte de R$ 100 mil para capacitação profissional de seus protagonistas.

O recurso está sendo aplicado no projeto Joias do Quilombo, que está permitindo a implantação de três ateliês de biojoias e a formação de educandos e ex-alunos. Com uma meta diária de dez peças, eles confeccionam brincos, colares, anéis e braceletes a partir do coco da piaçava. As técnicas de artesanato foram passadas por instrutores capacitados pela Cooperativa das Produtoras e Produtores Rurais da Área de Proteção Ambiental do Pratigi (Cooprap) em parceria com o Instituto Mauá.
 



 Artesanato produzido por jovens será comercializado em site

“Acredito que esses espaços possibilitam aos beneficiários uma visão empresarial e uma oportunidade de mostrarem seu potencial”, ressalta Dorival Santos, Presidente da Cfaf.

Nessa fase inicial, estão envolvidos 18 jovens das comunidades quilombolas de Jatimane e São Francisco, localizadas no município baiano de Nilo Peçanha, e Lagoa Santa, em Ituberá (BA). Para Taisa Rosário, 17 anos, esse é só o começo. “Estamos caminhando lado a lado com a Cfaf rumo aos nossos sonhos”, acredita a educanda da Casa Familiar e moradora de Jatimane.

Geiza Santos, artesã e instrutora do Joias do Quilombo, ressalta a importância da criação de mais uma alternativa de trabalho para as unidades-família, uma vez que os espaços também estão à disposição dos moradores. “Espero que eles possam ter uma fonte de renda digna, extraída de um fruto da comunidade, o coco de piaçava, e produzidas com seu próprio talento”, assegura.

Além dos ateliês, o projeto também está permitindo a implantação do site Joias do Quilombo para comercialização da produção. “Acredito que esse projeto contribui com minha formação humana e profissional”, comenta Andréia Santos, 18 anos, moradora da comunidade de Lagoa Santa, que já concluiu a formação na Cfaf.

 

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital