Comunicação

15h55

Sede de transformação

Conheça histórias de adolescentes apoiados na campanha 2015/16 do Programa Tributo ao Futuro – Novas Gerações

Mais do que partilhar anseios comuns à fase da adolescência, Marcelo Santana, Tailane Livramento, ambos com 18 anos, e Ana Rita Costa, 16, possuem a mesma sede de transformar suas realidades. Em 2016, com o apoio do Programa Tributo ao Futuro – Novas Gerações, da Fundação Odebrecht, eles ganharam força em prol deste objetivo. A iniciativa viabiliza o financiamento a projetos sociodecacionais por meio da participação de Integrantes da Organização Odebrecht, demais cidadãos e empresas parceiras, que doam ou destinam parte do Imposto de Renda.

Marcelo, aluno da Casa Familiar Agroflorestal, e Ana, da Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves, ambas apoiadas pela Fundação Odebrecht no Baixo Sul da Bahia, foram beneficiados através do Projeto Formação de Adolescentes Futuros Empresários Rurais. O apoio oportunizou a elaboração e a implantação de cultivos em suas propriedades, com a obtenção de renda e o reinvestimento em novos ciclos produtivos. “Fiz uma horta e plantei diferentes cultivos como banana, cacau e guaraná por meio de um sistema agroflorestal na área da minha família. Isso me deu mais conhecimento, habilidade e desenvolvimento, pois passamos a utilizar técnicas que até então não tínhamos acesso’, afirmou Marcelo, da Comunidade de Cavaquinho, em Nilo Peçanha (BA). 

Para Ana, que implantou meio hectare de aipim, 2,5 ha de banana-da-terra e 1 ha de mandioca, a realização está sendo completa. “Sinto-me feliz pois sei que estou alcançando meu sonho, que é viver no campo com sustentabilidade, contribuindo com a mudança da realidade de vida da minha família”, disse. Moradora da comunidade do Baixão, em Presidente Tancredo Neves (BA), ela se diz grata aos participantes do Programa Tributo ao Futuro – Novas Gerações pelas conquistas alcançadas. “Quero agradecer àqueles que acreditam no meu potencial, proporcionando essa oportunidade que está transformando a minha vida nos âmbitos educacional, profissional e social”, completou.


Ana mostra, com alegria, sua plantação de mandioca

No caso de Tailane, o apoio se deu por meio do projeto Trilhando Caminhos, executado pelo Instituto Direito e Cidadania (IDC), apoiado pela Fundação através do Programa PDCIS. A iniciativa estimula o Protagonismo Juvenil e a formação humana, crítica, cidadã e profissional dos adolescentes, no período de dois anos. “Foi um marco na minha trajetória. Vivi experiências valiosas, como a realização de uma roda de leitura com a comunidade”, comentou Tailane, referindo-se à atividade Ação de Responsabilidade Social, em que ela e os colegas se organizaram em grupos e planejaram ações protagonistas para benefício de crianças e adolescentes do município. “Ler para crianças, contar histórias e incentivar a leitura foi incrível. O preço pago pelo esforço foi ver o sorriso plantado no rosto de cada um”, finalizou.

Para saber mais sobre os projetos apoiados pelo Programa Tributo ao Futuro – Novas Gerações, clique aqui. Acompanhe também no Facebook, Instagram e em nosso canal do YouTube.

 

 

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital