Comunicação

00h00

Parceria pela educação

Em 2018, a Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN) conquistou o edital Programa Voluntariado Fundação Banco do Brasil (FBB).

Em 2018, a Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN) conquistou o edital Programa Voluntariado Fundação Banco do Brasil (FBB). A partir do convênio firmado, a CFR-PTN recebeu o montante de R$ 77.025,44, que deverá ser usado até setembro de 2019 para a implantação de 20 Projetos Educativos-Produtivos (PEPs) de estudantes e a aquisição de um veículo especializado para transportar insumos agrícolas.

Localizada em Presidente Tancredo Neves, no Baixo Sul da Bahia, a CFR-PTN é uma escola de ensino médio integrado ao curso técnico em Agropecuária apoiada pela Fundação Odebrecht por meio do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade (PDCIS). Desde 2002, quando foi fundada, a Casa Familiar vem oferecendo aos jovens da zona rural uma educação de qualidade contextualiza aos desafios do campo. Para Quionei Araújo, diretor da CFR-PTN, a parceria firmada vai beneficiar ainda mais os discentes. O processo foi concorrido: foram mais de 500 instituições inscritas no edital da FBB, dos quais 56 foram contempladas. “Esse reconhecimento é uma coroação do trabalho que realizamos. Somos vistos como uma instituição que visa o desenvolvimento da agricultura familiar. Isso nos dá força e aumenta a responsabilidade de gerarmos cada vez mais resultados para nossos investidores”, comenta.

Equipe da CFR-PTN, alunos e familiares comemoram conquista do apoio da FBB

Os alunos beneficiados pelos 20 PEPs já foram selecionados e receberão insumos e orientações do corpo docente para implantar cultivos nas propriedades das suas famílias, colocando o conhecimento teórico em prática e gerando renda. Segundo Araújo, foi avaliado o nível de engajamento dos estudantes com o trabalho agrícola. “Levamos em conta como critério meninos e meninas com melhores resultados obtidos ao longo do ano. Agora, eles estão em processo de implantação dos seus Projetos”, explica.

Mais oportunidades

Adélcio Menezes, da área de Convênios e Parcerias Sociais na CFR-PTN, foi responsável pela inscrição da instituição ao pleito. “É um programa para custear despesas e ele prioriza iniciativas de inclusão socioprodutiva”, comenta. Um dos estudantes selecionados, Cleiton Dias, 3º ano, vai cultivar 2,7 hectares de mandioca em sua área produtiva. “É mais uma oportunidade para a gente. Nós, que somos agricultores e queremos permanecer no campo com uma boa qualidade de vida, temos que adquirir conhecimentos para trabalhar de maneira correta. As parcerias, como essa com a FBB, ajudam muito os jovens que querem continuar na zona rural”, afirma.

Geisiane Melo, 3º ano, também terá um PEP viabilizado pelo edital. Na propriedade que trabalha com a família, vai plantar um hectare de mandioca. “Nós podemos viver bem na zona rural. Temos essa oportunidade e podemos ter um projeto com mais facilidade. Hoje, ninguém mais da minha turma pensa em deixar sua área e ir para a cidade”, relata.

Cleiton Dias na área onde será implantado seu PEP de mandioca

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital