14h56

Jovens jornalistas visitam a Fundação e conhecem o Programa DIS Baixo Sul

Conhecer a filosofia e os projetos desenvolvidos pela Fundação Odebrecht.

Compartilhe
Tamanho do texto

Conhecer a filosofia e os projetos desenvolvidos pela Fundação Odebrecht. Esse foi o objetivo da visita à Bahia de 30 alunos do Curso Intensivo de Jornalismo Aplicado, promovido pelo jornal O Estado de São Paulo e exclusivo para estudantes que se graduarão no ano de 2005 e recém-formados. A visita aconteceu nos dias 26 e 27 de outubro.

No primeiro dia, os alunos encararam com disposição uma viagem de três horas e meia até a Fazenda Novo Horizonte, localizada no município de Tancredo Neves. Na ocasião, eles participaram de um encontro com os líderes e integrantes dos projetos apoiados pela Fundação Odebrecht que compõem o Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Baixo Sul da Bahia (DIS Baixo Sul). Logo após, os jovens jornalistas conheceram os trabalhos desenvolvidos na Casa Familiar Rural, entrevistando alunos e responsáveis pelo projeto. “Surpreendeu a articulação desses adolescentes. Todos eles demonstraram um profundo conhecimento do que fazem e uma enorme vontade de fazer o que fazem. Eles têm perspectivas de vida”, afirma Mariana Segala, catarinense de 21 anos, aluna do Curso.

Para Francisco Ornelas, coordenador do Curso Intensivo, visitas como esta ajudam na formação dos jovens. “Permitir que os alunos conheçam ações como as desenvolvidas no Baixo Sul é contribuir para uma melhor qualificação desses futuros profissionais. O programa é uma forma acabada e prova que promover a educação, a inclusão social e a cidadania é uma questão de querer fazer”, diz Ornelas. 

Professor do Curso Intensivo e jornalista do jornal O Estado de São Paulo há 35 anos, Luis Carlos Ramos também apóia a iniciativa. “Esses jovens são os jornalistas de amanhã. É importante fazer com que eles saiam de São Paulo e entendam a realidade de cada região e, principalmente, o que tem sido feito para aumentar o potencial do país”.

No dia 27, os visitantes conheceram a sede da Organização (onde está localizado o Núcleo da Cultura Odebrecht) e a Braskem, no Pólo Petroquímico de Camaçari. Visitas como esta, organizadas junto ao Grupo Odebrecht, tiveram início em 2003, quando outros jovens jornalistas conheceram a Usina Nuclear de Angra dos Reis. Já em 2004, a viagem foi à construção da hidrelétrica de Capim Branco, em Minas Gerais.

O Curso Intensivo de Jornalismo Aplicado foi criado em 1990 e tem duração de 3 meses. Propicia aos participantes o contato com alguns dos mais experientes profissionais de Redação, intercalando aulas teóricas com a prática do jornalismo.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital