17h57

Abertura oficial do Projeto Rondon é realizada na UFBA

Operação Rondon 2007 reuniu 320 estudantes e professores universitários no Auditório da Faculdade de Direito da UFBA no dia 22 de janeiro.

Compartilhe
Tamanho do texto

Energia, animação e muita disposição. Este foi o clima que imperou no Auditório da Faculdade de Direito da UFBA, no dia 22 de janeiro, durante a cerimônia de abertura oficial do Projeto Rondon. O grupo da Operação Nordeste 2007 reúne 320 integrantes, entre professores e estudantes universitários, que farão expedições por 20 municípios do interior da Bahia.

Coordenado pelo Ministério da Defesa, com o apoio da Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (Sesup/MEC), o Projeto Rondon está sendo realizado simultaneamente em 4 regiões do Brasil: Amazônia Ocidental, Amazônia Oriental, no Rio Grande do Sul e Nordeste. Cerca de mil rondonistas integram a iniciativa.

Dez municípios do Baixo Sul da Bahia recebem por quinze dias os rondonistas. Presidente Tancredo Neves, Cairu, Taperoá, Nilo Peçanha, Ituberá, Piraí do Norte, Igrapiúna, Ibirapitanga, Camamu e Maraú abrigarão duas equipes, com 8 integrantes cada. No total, 160 rondonistas vão desenvolver atividades de educação, capacitação de conselhos municipais e produtores locais, formação de multiplicadores, além de ações preventivas na área de saúde.

O General Celso Krause Schramm, coordenador geral do Projeto, destacou na cerimônia de abertura que o projeto visa contribuir com a formação do universitário como cidadão. “O Rondon busca integrar o jovem ao processo de desenvolvimento nacional e consolidar nele o sentido de responsabilidade social, contribuindo na solução de problemas sociais”, afirmou Krause. Uma das principais conquistas do projeto, segundo o General, é a interligação de comunidades e a inserção da população no processo de construção de melhorias.

Este ano, o Rondon conta com o apoio da Petrobras, Companhia Vale do Rio Doce (por meio de sua Fundação), Sesi, Caixa Seguro e do Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul (Ides), Oscip que coordena e integra o Programa DIS Baixo Sul.

O Ides foi representado, durante a cerimônia, pelo seu Diretor Executivo, Marcelo Walter, que apresentou aos jovens um vídeo sobre o Plano de Desenvolvimento Integrado e Sustentável para a APA do Pratigi.

Marcel Miranda, 23 anos, é estudante de Gestão Ambiental e veio de Piracicaba, São Paulo, para participar da ações em Maraú. “Temos um planejamento que, a princípio, está voltado mais para a área de educação. Constatamos um alto índice de defasagem no 2º grau e queríamos entender esta realidade, desenvolvendo oficinas para estimular esses jovens”, adiantou o universitário. “Queremos conhecer mais a região para ter mais noção das suas necessidades”, concluiu.

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital