19h38

Educação de qualidade para Jovens Talentos

Resultados alcançados nas ações desenvolvidas pelos jovens da Casa Familiar Rural repercutem positivamente.

Compartilhe
Tamanho do texto

No município de Presidente Tancredo Neves, no Baixo Sul da Bahia, as famílias dos jovens integrados a Casa Familiar Rural (CFR) estão entusiastas com o Programa Tributo ao Futuro, diante dos resultados positivos das ações já desenvolvidas. Realizado pela Fundação Odebrecht, o Programa apóia projetos que estão formando dezenas de crianças e adolescentes, oferecendo-lhes educação de qualidade e oportunidade de desenvolvimento profissional.

O jovem Jailton Pereira de Melo, de 16 anos, morador da comunidade de Ouro Preto e integrante da CFR, lidera o projeto de bananicultura da Associação de Agentes de Desenvolvimento Local (AADL), que objetiva o fortalecimento do grupo de jovens, bem como sua capacitação para os negócios. “Minha função é formar um grupo capaz de exercer as atividades e analisar todos os gastos e insumos que serão aplicados na área de plantio”, conta Jailton.

Em uma alternância anterior, o grupo alcançou resultados positivos com o cultivo de mandioca. Eles conseguiram um espaço no comércio local para vender o produto e gerar uma receita para cobrir os gastos com a criação da AADL.  A produtividade de 56,2 t/ha, em uma unidade demonstrativa de 100m², é 40% maior que o esperado. Utilizando baixos custos de produção (R$ 0,10/Kg), essa mandioca foi vendida a R$ 0,50/Kg sua raiz e a R$ 0,70/Kg sua massa. Os jovens estão com um acumulado de R$ 520,00 e já avaliam uma ampliação do projeto.

“Fico feliz em saber que meu filho teve uma produtividade de mandioca maior que a minha. É sinal que ele está evoluindo e conseguindo reunir a experiência do campo com os conhecimentos adquiridos na CFR”, diz João Pereira de Melo, pai de Jailton.

Pais como João de Melo estão confiantes e apostam no futuro dos filhos dentro da própria terra. O sonho é que esses jovens estejam aptos a trabalhar em suas propriedades, deixando, assim, de migrar para outras cidades a procura de oportunidades de trabalho. “Não quero que meus filhos saiam para procurar emprego em outras cidades, mas sim que sejam exemplos de vida para meus netos e outros jovens da comunidade. O Tributo ao Futuro está ajudando meu filho a seguir com o seu objetivo e isso é tudo que eu quero: mantê-los perto de mim, trabalhando e garantindo a renda e a melhoria da vida da família”, finaliza João.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital