04h58

Edição 131 - Tecnologia e bem-estar

Ferramentas inovadoras melhoram a vida de comunidades da região do Baixo Sul da Bahia.

Compartilhe
Tamanho do texto
Edição 131 - Tecnologia e bem-estar
Mulheres separam a fibra da palha da piaçava

Coluna Última Geração 


Repórter: Eliana Simonetti

A Escola Superior de Desenvolvimento Industrial (Esdi), da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, desenvolveu protótipos de ferramentas para resolver um problema detectado em um dos projetos apoiados pela Fundação Odebrecht no Baixo Sul da Bahia: a Cadeia Produtiva da Piaçava.

Na comunidade do Jatimane, vivem 300 descendentes de um quilombo formado no século XVIII e, desde aqueles tempos, as mulheres separam as fibras de piaçava com escovas de pregos que provocam calosidades nas mãos e reduzem sua auto-estima.

As novas escovas já estão em teste. São mais leves e eficientes, dão maior produtividade ao trabalho e, o mais importante, contribuem para a melhoria das relações entre as pessoas e o ambiente comunitário. 


Acesse aqui

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital