22h16

Jornalistas visitam a Fundação e conhecem o DIS Baixo Sul

Debate com jovens das Casas Familiares e Integrantes do DIS marca visita de jornalistas do Estadão a Salvador.

Compartilhe
Tamanho do texto

Conhecer a filosofia e os projetos desenvolvidos pela Fundação Odebrecht. Esse foi um dos objetivos da visita à Bahia de 31 alunos do Curso Intensivo de Jornalismo Aplicado, promovido pelo jornal O Estado de São Paulo e exclusivo para recém-formados ou estudantes que finalizarão a graduação em 2007.

Os jovens jornalistas passaram a manhã do dia 06 de novembro no edifício-sede da Odebrecht, em Salvador, conhecendo um pouco da história dos 42 anos da Fundação. Foram exibidos vídeos e feita uma rápida apresentação do Programa DIS Baixo Sul. Em seguida, eles puderam interagir com alguns integrantes do DIS. Participaram do evento Alberlânia do Rosário e Tatyane Velasco, respectivamente, jovem e monitora da Casa Familiar Agroflorestal, Jeane Oliveira e Quionei de Araujo, também jovem e monitor da Casa Familiar Rural. Eles falaram sobre a metodologia das Casas, a rotina de atividades e a grade curricular, que mescla o ensino teórico com o prático.

O integrante da Cooperativa das Produtoras e Produtores Rurais da APA do Pratigi (Cooprap), Aldo do Rosário, também esteve presente, participando do debate junto com a coordenadora da unidade do Instituto Direito e Cidadania de Presidente Tancredo Neves, Maria Celeste, e o Chefe de Tributos do mesmo município, Juscelino Macedo.

O Curso Intensivo de Jornalismo Aplicado foi criado em 1990 e hoje é reconhecido como extensão universitária em jornalismo pela Faculdade de Comunicações da Universidade de Navarra (Espanha). Propicia aos participantes o contato com alguns dos mais experientes profissionais de redação. “Permitir que os alunos conheçam ações como as desenvolvidas no Baixo Sul é contribuir para uma melhor qualificação desses futuros profissionais” disse Francisco Ornelas, coordenador do Curso.

Ainda na Bahia, os visitantes conheceram o Núcleo da Cultura Odebrecht, o Museu da Misericórdia e as Obras Sociais de Irmã Dulce, além das instalações da Braskem, no Pólo Petroquímico de Camaçari. Visitas como esta, organizadas pela Organização Odebrecht, tiveram início em 2003.

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital