22h16

Jornalistas visitam a Fundação e conhecem o DIS Baixo Sul

Debate com jovens das Casas Familiares e Integrantes do DIS marca visita de jornalistas do Estadão a Salvador.

Compartilhe
Tamanho do texto

Conhecer a filosofia e os projetos desenvolvidos pela Fundação Odebrecht. Esse foi um dos objetivos da visita à Bahia de 31 alunos do Curso Intensivo de Jornalismo Aplicado, promovido pelo jornal O Estado de São Paulo e exclusivo para recém-formados ou estudantes que finalizarão a graduação em 2007.

Os jovens jornalistas passaram a manhã do dia 06 de novembro no edifício-sede da Odebrecht, em Salvador, conhecendo um pouco da história dos 42 anos da Fundação. Foram exibidos vídeos e feita uma rápida apresentação do Programa DIS Baixo Sul. Em seguida, eles puderam interagir com alguns integrantes do DIS. Participaram do evento Alberlânia do Rosário e Tatyane Velasco, respectivamente, jovem e monitora da Casa Familiar Agroflorestal, Jeane Oliveira e Quionei de Araujo, também jovem e monitor da Casa Familiar Rural. Eles falaram sobre a metodologia das Casas, a rotina de atividades e a grade curricular, que mescla o ensino teórico com o prático.

O integrante da Cooperativa das Produtoras e Produtores Rurais da APA do Pratigi (Cooprap), Aldo do Rosário, também esteve presente, participando do debate junto com a coordenadora da unidade do Instituto Direito e Cidadania de Presidente Tancredo Neves, Maria Celeste, e o Chefe de Tributos do mesmo município, Juscelino Macedo.

O Curso Intensivo de Jornalismo Aplicado foi criado em 1990 e hoje é reconhecido como extensão universitária em jornalismo pela Faculdade de Comunicações da Universidade de Navarra (Espanha). Propicia aos participantes o contato com alguns dos mais experientes profissionais de redação. “Permitir que os alunos conheçam ações como as desenvolvidas no Baixo Sul é contribuir para uma melhor qualificação desses futuros profissionais” disse Francisco Ornelas, coordenador do Curso.

Ainda na Bahia, os visitantes conheceram o Núcleo da Cultura Odebrecht, o Museu da Misericórdia e as Obras Sociais de Irmã Dulce, além das instalações da Braskem, no Pólo Petroquímico de Camaçari. Visitas como esta, organizadas pela Organização Odebrecht, tiveram início em 2003.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital