15h39

Fundação Odebrecht participa da I Mostra Nacional de Desenvolvimento Regional

Evento será realizado entre os dias 24 e 27 de março, no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador.

Compartilhe
Tamanho do texto

Entre os dias 24 e 27 de março, será realizada, no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador, a I Mostra Nacional de Desenvolvimento Regional. Promovida pelo Ministério da Integração Nacional, sob a coordenação da Secretaria de Programas Regionais, a Mostra tem como parceira de realização a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e a Fundação Odebrecht.

Criada em 1965, a Fundação Odebrecht é uma instituição privada, sem fins lucrativos, mantida pela Organização Odebrecht. Desde 2003, a Fundação Odebrecht concentra suas ações na região do Baixo Sul da Bahia e cumpre a missão de promover a educação de jovens para a vida, pelo trabalho e para valores, contribuindo para transformar a realidade de comunidades da zona rural.

Os projetos em andamento promovem o desenvolvimento concomitante dos Capitais Produtivo (Geração de trabalho e renda), Humano (Educação rural de qualidade), Social (Construção de uma sociedade mais justa e solidária) e Ambiental (Conservação do meio ambiente), que interagem e se complementam. O Modelo de Desenvolvimento Integrado e Sustentável, com foco na Área de Proteção Ambiental (APA) do Pratigi, beneficia cerca de 900 jovens e suas famílias, nos lugares onde nasceram e querem viver.

Durante a I Mostra Nacional de Desenvolvimento Regional, o trabalho realizado pela Fundação Odebrecht será apresentado em dois estandes. O primeiro, de caráter institucional, terá 50 metros quadrados e estará localizado no 4º pavimento do Centro de Convenções. Os visitantes encontrarão painéis com imagens dos projetos apoiados pela Fundação Odebrecht, além de material informativo como folders e revistas. O desenvolvimento sustentável será o tema de grande destaque, com abordagens sobre ação social e meio ambiente. No espaço também será exibido um vídeo institucional da Fundação Odebrecht.

Os produtos das cooperativas ligadas ao Modelo de Desenvolvimento Integrado e Sustentável serão expostos em um segundo estande, com 25 metros quadrados, localizado no 2º pavimento. Entre eles, o trabalho da Cooperativa dos Produtores de Palmito do Baixo Sul (Coopalm). São cerca de 300 famílias que, com o apoio da Fundação Odebrecht, introduziram novos tratos culturais, como o desperfilhamento e a adubação, menos agressiva às plantações. O palmito produzido pela Coopalm tem certificados ISO 9001 (Gestão de Qualidade) e HACCP (Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle) e já foi exportado para França e Estados Unidos. Artesãos associados à Cooperativa das Produtoras e Produtores Rurais da Área de Proteção Ambiental do Pratigi (Cooprap) também apresentarão o resultado de seus trabalhos na Mostra. No espaço “Oficina do Saber”, eles exibirão sua arte e técnica para os visitantes, produzindo peças de artesanato ao vivo. Este estande também será o espaço para rodadas de negócios e encontros com empresários.

No dia 27 de março, a iniciativa apoiada pela Fundação Odebrecht será apresentada no painel de Experiências Inovadoras, a partir das 14h, com palestra de Maurício Medeiros, Presidente Executivo. Ainda estão previstas apresentações culturais típicas da região do Baixo Sul da Bahia, no dia 25, a partir das 19h15, e a participação de mais de 30 cooperados que irão interagir com o público, promovendo a troca de experiências.

Parceria com o Ministério da Integração

Em setembro de 2008, o Ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, visitou o Baixo Sul da Bahia para conhecer os projetos em execução. O encontro motivou a formalização de uma parceria entre o Ministério e a Fundação Odebrecht. Em 1º de dezembro de 2008, foi assinado, em Salvador, um acordo de cooperação entre as duas instituições, além de dois acordos para implantação de projetos na região. A parceria prevê a atuação conjunta do Ministério e Fundação Odebrecht visando à construção de mecanismos de apoio e viabilização de iniciativas de desenvolvimento regional sustentável no Baixo Sul da Bahia.

As ações visam a redução das desigualdades regionais e a geração de trabalho e renda. O primeiro projeto a ser implantado é um Evento de Organização Produtiva no município de Ituberá, que beneficiará 75 famílias de agricultores, em projetos de produção de pupunha, com investimentos de R$ 170 mil. O segundo projeto, denominado de Artesanato para Inclusão Produtiva, será desenvolvido nos municípios de Ituberá, Nilo Peçanha e Cairu, sendo beneficiadas 60 famílias de comunidades quilombolas e afro-descendentes. Esse projeto, com investimento de R$ 58.668,00, destina-se ao desenvolvimento do artesanato de piaçava.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital