15h42

Secretário do Planejamento da Bahia visita Baixo Sul

O objetivo foi avaliar a abrangência e objetividade do Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Baixo Sul da Bahia que já vem sendo realizado com foco no Modelo APA do Pratigi.

Compartilhe
Tamanho do texto

O Secretário do Planejamento da Bahia (Seplan), Walter Pinheiro, visitou a região do Baixo Sul no dia 21 de abril. O objetivo foi conhecer e avaliar as iniciativas em implementação com vistas à readequação das ações do Governo do Estado, necessárias à consolidação dos resultados finais do Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Baixo Sul da Bahia, realizado com foco no Modelo APA do Pratigi.

Acompanharam o Secretário, o Deputado Estadual e Presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Zé Neto; o Presidente do Conselho de Curadores e o Presidente Executivo da Fundação Odebrecht, Norberto Odebrecht e Maurício Medeiros, respectivamente; além do Presidente do Conselho Deliberativo da Organização de Conservação de Terras e Assessor Político da Fundação Odebrecht, Joaquim Cardoso.

No Portal da APA do Pratigi, onde está instalado o Núcleo de Estudos e Práticas em Governança Participativa e Desenvolvimento Comunitário, Pinheiro conversou com representantes da Associação Guardiã da APA do Pratigi (Agir), do Consórcio Intermunicipal da APA do Pratigi (Ciapra) e das Igrejas Evangélicas e Católicas da região, além de líderes comunitários.

O Secretário conheceu as instalações da Ambial, indústria parceira para beneficiamento do palmito de pupunha, produzido pela Cooperativa dos Produtores de Palmito do Baixo Sul (Coopalm), onde o Modelo da Aliança Cooperativa, propugnada pelo Programa, está sendo testado. A agenda também contemplou o Colégio Estadual Casa Jovem, projeto que desenvolve um Modelo de Educação Contextualizada, adaptada à realidade rural, que propõe o envolvimento das famílias dos alunos e o uso das instalações em tempo integral, durante todo o ano.

Visitaram, ainda, as Fazendas Reunidas Vale do Juliana, centro de experimentação e validação tecnológica de ponta em aquicultura continental, geração de energia limpa e crédito de carbono, além do cultivo permanente de pupunha e cacau. No sobrevoo pelo distrito de Morro de São Paulo, no município de Cairu, a comitiva pôde visualizar a Fortaleza do local, monumento que será recuperado e adaptado para demonstrações culturais de comunidades descendentes de Quilombolas da região. Também foram sobrevoadas as agroindústrias de amido modificado, em Lage, e de ração, em Castro Alves.

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital