09h23

Jovens da Casa Familiar Agroflorestal participam de Conferência Municipal

Discussão de políticas para promoção da igualdade racial foi ponto central do encontro realizado no Centro Cultural de Nilo Peçanha.

Compartilhe
Tamanho do texto

O Centro de Cultura Alfredo Neto, localizado em Nilo Peçanha, foi palco da Conferência Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial no dia 5 de maio. Representando comunidades de Nilo Peçanha e Ituberá, 16 jovens da Casa Familiar Agroflorestal (Cfaf) participaram do evento e contribuíram no debate de ações prioritárias para a região do Baixo Sul da Bahia.

Cerca de 80 pessoas, entre representantes de associações comunitárias, poder público, sindicatos e escolas, marcaram presença. Esta foi mais uma etapa preparatória para as versões estadual e nacional da conferência que, na Bahia, é coordenada pela Secretaria de Promoção da Igualdade (Sepromi).

Jovens egressos da Cfaf também prestigiaram o evento, no qual foram elencadas algumas ideias a serem encaminhadas à II Conferência Estadual de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Conepir), que aconteceu entre os dias 24 e 26 de maio, em Salvador. Alguns dos temas debatidos em grupos de trabalho foram cidadania, direitos humanos, quilombos, educação, trabalho e renda, saúde, segurança pública, justiça, desenvolvimento econômico e religiões de matriz africana.

Paloma Ventura, 19 anos, mora em Barra dos Carvalhos, Nilo Peçanha, e está no terceiro ano de formação na Cfaf. Ela integrou o grupo que propôs melhorias na área de saúde. “São poucas as oportunidades em que o jovem tem voz e pode expressar sua opinião. Ficamos muito satisfeitos com o convite da Secretaria de Cultura de Nilo Peçanha. Estamos no dia-a-dia da comunidade e sabemos quais as nossas principais necessidades”, conta Paloma.

Para o Diretor Executivo da Cfaf, Josenildo Normandia, a conferência propiciou uma maior interação entre o poder público e a comunidade. “Os jovens vêm de comunidades tradicionais e vivem o desafio de promover a inclusão social. Eles são a ponte entre o povo do Baixo Sul e as instâncias governamentais e só têm a enriquecer o processo”, diz.

Conferência Estadual reúne representante do Baixo Sul

A II Conferência Estadual de Políticas de Promoção da Igualdade Racial,  realizada entre os dias 24 e 26 de maio, contou com a presença de representantes  de Valença, Ituberá, Nilo Peçanha, Igrapiúna e Presidente Tancredo Neves.

O ministro da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Edson Santos, participou da abertura do evento ao lado do Governador da Bahia, Jaques Wagner. Também estiveram presentes a Diretora da Secretaria Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Sandra Barros, o presidente da Fundação Cultural Palmares, Zulu Araújo,  o vice-prefeito da cidade de Salvador, Edvaldo Brito, representantes do Movimento Negro e de religiões de Matriz Africana.  

O objetivo da conferência foi propiciar um espaço de debate acerca das políticas públicas voltadas para o combate à desigualdade racial no Brasil. Todas as propostas debatidas na Conferência Estadual vão alimentar o debate na II Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial a ser realizada, em Brasília, entre os dias 25 e 28 de Junho de 2009.  “Há um abismo social que divide negros e brancos neste País. É necessário fortalecer o movimento contra esta realidade. Fazer do Brasil um país em que as pessoas sejam tratadas como iguais, é nosso grande desafio”, declarou o ministro Edson Santos.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital