11h34

IDC promove 5º Seminário da Rede de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente

Participaram do evento mais de cem conselheiros do Baixo Sul da Bahia, região Cacaueira e dos municípios de Itacaré, Uruçuca e Gongogi.

Compartilhe
Tamanho do texto

Socializar experiências e conhecimentos entre os Conselheiros Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente, Conselheiros Tutelares e demais atores sociais, fomentando assim, a cultura da cooperação. Esse foi o principal objetivo do 5º Seminário de Fortalecimento da Rede de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente, promovido pelo Instituto de Direito e Cidadania (IDC), nos dias 27 e 28 de maio, em Valença. O evento recebeu o apoio das prefeituras municipais do Baixo Sul da Bahia, Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul (Ides), Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente e do Ministério Público Estadual.

Mais de cem conselheiros do Baixo Sul da Bahia, região Cacaueira e dos municípios de Itacaré, Uruçuca e Gongogi participaram do seminário que teve como tema “Criança e adolescente: uma política em construção”. Na abertura do evento, Maria Celeste Pereira, Diretora Executiva do IDC, afirmou que é um grande avanço para região o trabalho desenvolvido pelos conselheiros. “As ações estão articuladas e todos conscientes do seu papel”, destacou. Celeste afirmou que os novos conselheiros precisam buscar os conhecimentos e as experiências dos que já atuam há mais tempo, tornando o seminário um espaço de socialização e construção do saber.

Após o levantamento das expectativas dos participantes, Rogério Arns, responsável pelo Núcleo de Estudos e Práticas, fez uma apresentação sobre a metodologia do trabalho em desenvolvimento comunitário e governança participativa. “Devemos incentivar a comunidade a se desenvolver por si mesma, focando nas experiências de cada”, defendeu.

Jane Carvalho, especialista em Psicologia Social Pichoniana, trabalhou os temas autoestima e autopercepção. Décio da Silva, coordenador do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Valença, afirmou que eventos como este fortalecem a rede de proteção. “Discutimos as ações positivas e as dificuldades que os conselhos de direitos e tutelares enfrentam no dia-a-dia. Aqui são apresentadas propostas e sugestões para melhoria dos atendimentos das instituições envolvidas no processo”, concluiu.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital