10h07

Edição 143 - Conectando o canteiro ao mundo

Parceria entre CNO, Microsoft e Dell possibilita a inclusão digital de trabalhadores de 43 canteiros de obra, moradores do seu entorno e comunidade do Baixo Sul da Bahia.

Compartilhe
Tamanho do texto

Representantes da CNO, Microsoft Brasil,
Dell Computadores e Fundação Odebrecht

texto: Fabiana Cabral e Vivian Barbosa


foto: Almir Bindilatti

Em meio a capacetes e concreto, um espaço para a conexão com o mundo digital. Até o fim deste ano, mais de 22.500 pessoas de todo o Brasil serão beneficiadas com o Projeto Caia na Rede.

Fruto da parceria entre Construtora Norberto Odebrecht (CNO), Microsoft Brasil e Dell Computadores para promover a inclusão social digital, a iniciativa atenderá integrantes de 43 canteiros de obras da CNO, moradores do entorno e a comunidade do Baixo Sul da Bahia, onde a Fundação Odebrecht fomenta projetos educacionais e de geração de renda.

“O projeto nasceu nos canteiros em 2004 para capacitar em informática nossos trabalhadores e as comunidades próximas às obras”, explica João Cumerlato, Responsável por Tecnologia da Informação na CNO.

No Baixo Sul da Bahia, o Caia na Rede atenderá 2 mil crianças e jovens. “A internet é uma porta para o mundo e nos dará acesso a conhecimentos que ajudarão a desenvolver nossa região”, afirma Arisson Santos, 17 anos, integrante da Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves – instituição apoiada pela Fundação Odebrecht.

Segundo Maurício Medeiros, Presidente Executivo da Fundação Odebrecht, a inclusão digital dever estar a serviço do desenvolvimento regional. “No Baixo Sul, o próximo grande desafio é encontrar uma forma viável de levar a conectividade além das escolas, beneficiando toda a comunidade que vive á margem das novas tecnologias”, explica.

Alguns canteiros de obras da CNO já inauguraram Centros de Inclusão Digital e iniciaram cursos de alfabetização digital.

Em julho, o Consórcio Odetech (Odebrecht e Techint Engenharia), executor das obras do gasoduto do Projeto Gasduc III para a Petrobrás em Silva Jardim (RJ), entregou certificados para os primeiros 48 alunos e implantou centros em Macaé e Rio das Ostras, também municípios fluminenses.

No canteiro do Consórcio Rio Paraguaçu (Odebrecht, Queiroz Galvão e UTC Engenharia), responsável pela construção das Plataformas P-59 e P-60 para a Petrobras em Maragojipe (BA), trabalhadores e grupos escolares da comunidade têm à disposição uma sala com 17 computadores e o apoio de integrantes voluntários do consórcio.

Após a conclusão das obras, a estrutura do Projeto Caia na Rede será doada para a comunidade local, visando a continuidade do programa. A Microsoft implantará o programa Aluno Monitor, doando materiais didáticos e licenças de softwares e formando instrutores voluntários. Michel Levy, Presidente da Microsoft no Brasil, afirmou: “Unindo educação com tecnologia temos o poder de transformar. O compromisso da comunidade, assumindo a responsabilidade por seu destino, tornará este sonho realidade”.


Acesse aqui

Edição 143 - Conectando o canteiro ao mundo
Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital