16h35

Jovens da Casa Familiar Rural de Igrapiúna iniciam estágio em Cooperativa

Educandos têm a oportunidade de adquirir conhecimentos da prática empresarial e de se adaptar ao mundo do trabalho

Compartilhe
Tamanho do texto

As Casas Familiares e as Cooperativas são vistas como duas faces da mesma moeda. As Cooperativas geram recursos para que as atuais gerações financiem a educação dos cidadãos, empresários e chefes de família do futuro. As Casas Familiares retribuem: em longo prazo, formando novos e melhores agentes do desenvolvimento local. Em curto prazo, oferecendo novas e melhores tecnologias e processos.

Como fruto dessa sinergia, quatro jovens da Casa Familiar Rural de Igrapiúna (CFRI) estão estagiando na Cooperativa dos Produtores de Palmito do Baixo Sul (Coopalm). Este número, até o fim do ano, deverá aumentar para dez. “A parceria proporciona aos aprendizes o conhecimento da prática empresarial. Eles têm a oportunidade de acompanhar todas as atividades, desde a admissão dos cooperados até a captação dos recursos junto aos agentes financeiros”, afirma Luís Carlos, Superintendente da Coopalm.

Os jovens desenvolvem atividades de apoio aos associados e ao núcleo de projetos e são acompanhados por líderes e equipe pedagógica que os visitam e orientam. “É uma forma de assimilar teoria e prática, aprender as peculiaridades e conhecer a realidade do dia a dia”, assegura Joína Mota, Diretora Executiva da CFRI. O estágio tem carga horária de 40 horas semanais e respeita a metodologia da pedagogia da alternância – passam uma semana em regime de internato, com aulas na sala e no campo, e duas semanas estagiando. “Além de uma boa experiência profissional, estou tendo oportunidade de me adaptar ao mundo do trabalho”, garante Joelton Santos da Lapa, de 19 anos.
 

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital