19h40

Apex-Brasil e Fundação Odebrecht firmam acordo

Cooperativas de produtores agrícolas serão beneficiadas com apoio técnico para se inserirem no mercado externo ou ampliar suas exportações

Compartilhe
Tamanho do texto

A Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e a Fundação Odebrecht assinaram no dia 17 de novembro, em Brasília, um Acordo de Cooperação Técnica que irá beneficiar cooperativas de produtores agrícolas da região do Baixo Sul da Bahia por meio de ações de sensibilização, capacitação, promoção e inteligência comercial, além da atração de parceiros internacionais.

O Acordo, inicialmente, beneficiará a Cooperativa dos Produtores de Palmito do Baixo Sul da Bahia (Coopalm), a Cooperativa das Produtoras e Produtores da Área de Proteção Ambiental do Pratigi (Cooprap) e a Cooperativa de Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan), que reúnem 924 famílias da zona rural. Estas cooperativas são parceiras da Fundação Odebrecht e estão ligadas ao Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDIS).

O objetivo do Acordo é dar apoio técnico para que essas cooperativas consigam se inserir no mercado externo ou ampliar suas exportações. Para a Presidente da Coopatan, Elineide Correia, a ação estimulará os produtores a plantar mais e investir em novas tecnologias, gerando mais renda para as famílias. “O passo dado hoje é a prova de que vale a pena acreditar nos nossos esforços”, afirmou.

“Temos o desafio de fazer com que esses produtores consigam exportar. Mas, mais do que produtos, estaremos exportando um sonho. O trabalho feito com essas cooperativas é impressionante: pessoas que tinham renda de R$ 100 ou R$ 200 por mês hoje conseguem R$ 1,5 mil. Os filhos e netos dos agricultores, que tinham abandonado a região em direção às capitais, agora estão retornando”, afirmou Alessandro Teixeira, Presidente da Apex-Brasil, durante o evento de assinatura do Acordo.

Mauricio Medeiros, Presidente Executivo da Fundação Odebrecht, ressaltou a importância da parceria para gerar oportunidades às comunidades do Baixo Sul. “Não chegamos a lugar algum sozinhos. Somos prestadores de serviço e, por meio deste Acordo, encontramos a sinergia que demonstra ser real o sonho por um Brasil mais justo”, comentou. Para Medeiros, é possível trabalhar com produtos de alta qualidade e atingir nichos de mercado nacionais e internacionais que valorizam a agricultura familiar.

Também participaram do evento de assinatura o Presidente do Conselho de Curadores da Fundação Odebrecht, Norberto Odebrecht, e o Vice-Presidente da Área Socioprodutiva da Fundação Odebrecht, Roberto Lessa, além de representantes da Coopalm e Cooprap.

Estudos de mercado

Representantes da Apex-Brasil vêm levantando informações sobre a produção do Baixo Sul da Bahia desde março deste ano e já fizeram um trabalho de análise dos produtos para exportação e levantamento de dados de inteligência comercial para identificar os mercados em que essa produção terá mais condições de venda e agregação de valor. Foram selecionados os mercados do Canadá, França, Alemanha e Estados Unidos, países que tradicionalmente valorizam mercadorias produzidas a partir dos conceitos de sustentabilidade socioambiental e comércio justo.

Num primeiro momento, estão sendo trabalhados no exterior o palmito de pupunha e o artesanato com base na fibra e palha da piaçava. Outros produtos agrícolas, como farinha de mandioca e cravo-da-índia, serão incluídos no trabalho conjunto. “Isso representa um sonho de vários anos, que agora irá se tornar realidade. Nós, que trabalhamos a vida inteira com artesanato na região, víamos nossos produtos desvalorizados. Agora, nos capacitamos e temos qualidade para exportação”, comentou Creuza Amorim, Presidente da Cooprap.

Com o apoio da Agência, as cooperativas participantes se engajaram em projetos setoriais integrados de promoção de exportações e participaram, pela primeira vez, neste ano, de eventos internacionais. O palmito de pupunha foi apresentado nas feiras Fancy Food, em junho (Estados Unidos) e Sial - Salón International de L`Alimentation (França), principal evento mundial do segmento de alimentos e bebidas, realizado em outubro. Os produtores também participaram das ações de marketing da Apex-Brasil na Fórmula Indy durante a corrida do Canadá.

 

 

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital