15h15

Desenvolvimento Integrado e Sustentável

Fundação Odebrecht concentra seus esforços na criação de um modelo passível de reaplicação em outras regiões da Bahia, do Brasil e do mundo

Compartilhe
Tamanho do texto

O Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDIS), instituído pela Fundação Odebrecht, é resultado da união do primeiro, segundo e terceiro setores, que atuam de forma sinérgica para promover a inclusão social. Reúne Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscips) e Cooperativas que têm como foco tornar próspera e dinâmica uma área rural, com grande patrimônio ambiental, fixando no campo jovens talentos – valiosos agentes do crescimento local, capazes de repassar os conhecimentos adquiridos para suas famílias e a comunidade em geral, melhorando as condições de vida de todos.
 
Geração de Trabalho e Renda – Capital Produtivo
As ações em andamento apontam um novo caminho para a concretização do desenvolvimento sustentável. Este não admite predominância de setores ou segmentos econômicos que enriquecem alguns e empobrecem e marginalizam outros. É preciso a busca de novos paradigmas, mais eficazes, com novos conhecimentos, valores éticos e limites certos, e fontes de renda que remunerem de forma justa a contribuição de todos os protagonistas, no jogo do ganha-ganha, por meio da Aliança Cooperativa.

Compõem este modelo: as unidades-família organizadas em Cooperativas, supridoras de matérias-primas em quantidade e com qualidade pactuadas; o Beneficiador, que concebe o produto final qualificado e certificado; o Supermercadista, com o espírito de Parceiro Solidário, disponibilizando suas gôndolas para venda dos produtos; o Consumidor, parceiro e consciente, e ainda as Casas Familiares – que contribuem para a formação dos cooperados do amanhã.

Ligadas ao PDIS estão a Cooperativa dos Produtores de Palmito do Baixo Sul da Bahia (Coopalm), a Cooperativa das Produtoras e Produtores Rurais da Área de Proteção Ambiental do Pratigi (Cooprap), a Cooperativa dos Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan) e a Cooperativa Mista de Marisqueiros, Pescadores e Aquicultores do Baixo Sul da Bahia (Coopemar).

Educação do Campo de Qualidade – Capital Humano
No Baixo Sul, novas gerações estão sendo educadas para a vida, pelo trabalho, para valores e limites, melhorando e multiplicando o conhecimento aplicado à realidade rural. Esta formação tem sido oferecida pela Casa Jovem, Construir Melhor e Casas Familiares (Rural de Presidente Tancredo Neves, das Águas de Ituberá, Agroflorestal de Nilo Peçanha e Rural de Igrapiúna).

As Casas Familiares utilizam uma metodologia diferenciada, chamada Pedagogia da Alternância, em que os jovens passam uma semana em regime de internato, com aulas na sala e no campo, e duas semanas em suas propriedades, aplicando os novos conhecimentos, sob o acompanhamento e a orientação de monitores especializados.

Construção de uma Sociedade mais Justa e Solidária – Capital Social
O Instituto Direito e Cidadania (IDC) e o Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul da Bahia (Ides) são Oscips que estão contribuindo para a mobilização produtiva do tecido social, unindo a Sociedade Civil, o Poder Público e a Iniciativa Privada.

Contribuir para o desenvolvimento da vida cidadã por intermédio da democratização do acesso à justiça e da educação para a cidadania. É o que busca o IDC, que trabalha também para a conscientização da comunidade e a disseminação da democracia participativa mediante a estruturação e o fortalecimento das organizações sociais. O foco do Ides está na promoção do Etnodesenvolvimento, que estimula o crescimento da região a partir da cultura local, e do Agroecoturismo - um modelo de turismo agrícola, ecológico e sustentável que está sendo implantado no Baixo Sul.

Conservação dos Recursos Naturais – Capital Ambiental
O Baixo Sul é uma das áreas de maior riqueza ambiental no mundo. A maior parte de seu território é constituída por Áreas de Proteção Ambiental. O foco de atuação do PDIS é a Área de Proteção Ambiental (APA) do Pratigi. Três projetos estruturantes, iniciativas da Oscip Organização de Conservação de Terras (OCT), estão em execução para garantir o uso sustentável dos seus recursos naturais: Corredores Ecológicos, Estrada Parque da Cidadania e Aliança Cooperativa Energética.

A Associação Guardiã da APA do Pratigi (Agir) é o instrumento de integração social e espaço para compartilhamento de valores entre comunidades dos municípios de Nilo Peçanha, Ituberá, Igrapiúna, Piraí do Norte e Ibirapitanga. Reúne 31 associações envolvendo mais de 1.500 produtores rurais e suas famílias. Seu objetivo é promover a inclusão socioeconômica com qualidade ambiental e cultural, por meio da educação pelo trabalho, fortalecendo sistemas cooperativos.

*Esta nota fecha a série de matérias publicadas desde maio, em comemoração aos 45 anos da Fundação Odebrecht.
 

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital