12h43

Jovens iniciam caminhada para concretização do primeiro negócio

Integração entre Coopatan e Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves contribui para formação de novos empresários

Compartilhe
Tamanho do texto

Contribuir para a educação do campo de qualidade: “Necessitava aprimorar meus conhecimentos. Aprender a forma correta de plantar. Por isso, ingressei na Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN) em 2009”. Formar jovens empresários: “Hoje, sou dono do meu próprio negócio. Tenho uma situação financeira estável. Não dependo mais da renda dos meus pais e já posso apoiá-los”.

Essas falas trazem um pouco da trajetória do educando Lídio Sampaio, 22 anos, na CFR-PTN. Ele é um dos 14 jovens, entre formados e em formação pela Casa, que integram a Cooperativa de Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan). Outros jovens como Roberto Martins, Necildo Silva, Benivaldo dos Santos, Marcelo Roma, Nabid Santos, Antonio Oliveira de Jesus e Erivaldo Silva também já fazem parte do corpo da Coopatan. “Antes não tinha opção. Agora, além de vender meus produtos, consigo comercializá-los por um preço melhor”, afirma Marcelo.

Para incentivar esses novos empresários, a Coopatan e a CFR-PTN realizaram atividades a fim de aproximar os cooperados dos alunos e orientá-los sobre a importância do cooperativismo. Uma dessas atividades, o curso de Administração Rural, foi realizada em junho. Ministrado pelo Engenheiro Agrônomo Lúcio Mauro, o curso teve como objetivo capacitar produtores rurais, experientes e novatos, para o uso de ferramentas administrativas que facilitem o gerenciamento de empresas familiares.

Em maio, a Casa Familiar firmou um acordo com a cooperativa para que, uma vez por semana, durante as alternâncias, os alunos tenham a oportunidade de tirar dúvidas sobre a adesão à Coopatan. “A experiência tem sido gratificante e tem gerado resultados positivos. A valorização do jovem e sua inclusão no processo é a garantia de perpetuidade da cooperativa”, pontua Elineide Correia, Presidente da Coopatan. Três alternâncias - respectivamente com as turmas 5, 6 e 7 - já foram realizadas. “Com os encontros, os jovens entendem o papel da cooperativa e compreendem a importância de se associar”, reforça Ednalva Santana Lima, cooperada há seis anos.

Protagonismo Juvenil
Antes de ingressar na CFR-PTN, Marcos Nunes dos Santos, 22 anos, da comunidade de Corte de Pedra, em PTN, pensava em concluir o ensino médio e migrar para centros urbanos. Mas a experiência na Casa Familiar o fez perceber que, em seu lugar de origem, existia oportunidade de crescimento. “Comecei a trabalhar na minha propriedade com minha família. Aplicava os conhecimentos adquiridos na CFR-PTN e assim iniciava meu negócio rural”.

Logo após sua formação, em 2008, surgiu o desafio de trabalhar na área técnica da Coopatan. Em seguida, se tornou cooperado. “Hoje entrego minha produção para a cooperativa. Além de ser um Líder Educador e prestar assistência para os 194 associados”. Outros jovens da CFR-PTN também são cooperados e há incentivo para que mais educandos se integrem. “Precisamos fazer com que a Aliança Cooperativa aconteça de verdade”, reforça.

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital