12h01

Sede do Construir Melhor é inaugurada em Valença (BA)

Unidade foi construída com recursos do BNDES. Projeto oferece único curso de longa duração do Brasil, ministrado em 18 meses, na área de construção civil

Compartilhe
Tamanho do texto

“Os jovens que chegaram aqui não tinham sonhos nem objetivos. Hoje, formados, atuam como monitores e aperfeiçoam seus conhecimentos na prática”. Esse foi o tom do discurso de Ariângelo dos Santos Pereira, 21 anos, durante solenidade de inauguração da sede do Centro de Formação Profissional Construir Melhor, realizada no dia 13 de outubro, em Valença (BA). Educando da segunda turma, o jovem demonstra satisfação com a formação que vem recebendo no Centro, pois acredita que esse é o caminho para seu desenvolvimento. “Com o aprendizado do dia a dia, tenho certeza de que me tornarei um bom profissional da construção civil”, completa.

A programação do evento contemplou o hasteamento da bandeira e o cantar do hino nacional brasileiro, pronunciamentos de autoridades locais e parceiros e descerramento da placa de inauguração. “Com o Construir Melhor, encontramos novos horizontes de crescimento e de oportunidades de trabalho para nossos jovens”, reitera Ramiro José de Queiroz, prefeito de Valença. “Além de estar trabalhando na área de construção civil, repasso o que aprendo para familiares e moradores de minha cidade”, reforça Pedro Lopes Júnior, 22 anos, formado na primeira turma do Centro e morador de Igrapiúna (BA).

Ainda estavam presentes ao evento Pierre Sabaté, Cônsul Honorário da França; Michel Guisembert, Presidente da Associação Companheiros do Dever; General Gonçalves Dias, Comandante da 6ª Região Militar do Exército Brasileiro; deputado estadual Mário Negromonte Jr., representando o Governador Jaques Wagner; José de Freitas Mascarenhas, Presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) e Norberto Odebrecht, Presidente do Conselho de Curadores da Fundação Odebrecht. 

Transformando vidas
O Construir Melhor é fruto do Acordo de Cooperação Técnica e Financeira assinado em 2009 pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Fundação Odebrecht. Esta última é a instituidora do Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDIS), do qual o Centro faz parte.

Esse convênio prevê investimentos em ações sociais, produtivas, ambientais e de capacitação para as comunidades do Baixo Sul. Para o Construir Melhor, foram aportados R$ 2,3 milhões pela instituição financeira. “O que buscamos construir no Banco são alternativas de inclusão social, por meio da geração de trabalho e renda. É impressionante o efeito do que vem sendo implantado aqui. Precisamos documentar os resultados como forma de oferecê-lo para o País”, pontua Elvio Gaspar, Diretor da Área de Crédito e Inclusão Social do BNDES, quando esteve na região, em agosto. Christophe Houel, Líder Educador do Centro, completa: “Estou emocionado com a concretização desse sonho. Temos agora um espaço físico que servirá para formar e qualificar centenas de jovens”.

“Ver que a estrutura foi construída pelos educandos é muito satisfatório. Eles não adquiriram somente o conhecimento técnico. Eles aprenderam como se tornar verdadeiros cidadãos”, aponta Emanuel Sávio, coordenador do centro de formação.

Projetos
A parceria com o BNDES também irá beneficiar outras instituições ligadas ao PDIS. Para a construção de uma unidade de pré-beneficiamento de frutas na Cooperativa de Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan), serão aportados R$1.440.864,15, sendo que a primeira parcela, no valor de R$749.728,50, já foi liberada. Ainda na Coopatan, o projeto de reconstrução da Fábrica de Farinha está pronto e aguarda aprovação do Banco. Já a Cooperativa dos Produtores de Palmito do Baixo Sul da Bahia conseguiu um total de R$1.284.886,00 para aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas, caminhões, carros e motos. O aporte irá beneficiar os 523 associados e suas famílias.

Outros projetos estão em fase de elaboração, tais como ampliação da sede da Casa Familiar de Igrapiúna, da Casa Familiar Agroflorestal e da unidade de beneficiamento de fibra da piaçava da Cooperativa das Produtoras e Produtores Rurais da Área de Proteção Ambiental do Pratigi, em Nilo Peçanha (BA). A proposta das obras da Unidade de Beneficiamento de Pescado da Cooperativa dos Aquicultores de Águas Continentais, em Ituberá (BA), e da construção da unidade definitiva do Instituto Direito e Cidadania, em Nilo Peçanha, também estão sendo preparadas.

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital