08h42

Educandos de unidades de ensino ligadas ao PDIS realizam intercâmbio para o México

Com apoio da Braskem e da Odebrecht América Latina e Angola, grupo esteve em escolas e pontos turísticos

Compartilhe
Tamanho do texto

Entusiasmo, alegria e animação. Era o que se via nos olhos dos educandos das Casas Familiares e Casa Jovem que retornaram, no dia 24 de outubro, de um itinerário educativo realizado no Estado de Veracruz – México. Durante sete dias, o grupo esteve em escolas e pontos turísticos de seis diferentes cidades. “Não existem palavras que resumam o quanto crescemos nessa viagem. Encontramos uma cultura rica e um país que preserva suas raízes. Levamos as nossas tradições e mostramos que no Brasil tem agricultura e jovens dispostos a mudar sua realidade e a das comunidades em que vivem”, conta Camila da Silva, 17 anos, de Presidente Tancredo Neves (BA).

De acordo com os educandos, em todos os lugares foi possível compartilhar um pouco do Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDIS), apoiado pela Fundação Odebrecht, do qual fazem parte. Ueslei Nascimento, de Igrapiúna (BA), destaca que essa experiência ficará gravada para sempre. “Fizemos exposições nas escolas, apresentamos nosso programa e conhecemos a realidade deles. Foi uma troca inesquecível”, diz o jovem de 18 anos.

Para Abinael dos Santos, 18 anos, o momento mais marcante foi o almoço com a Primeira-dama de Veracruz, Karime de Duarte. “Não sei explicar o que passou pela minha cabeça quando vi o meu lugar marcado por uma placa que continha meu nome e profissão. Aquilo me deu um orgulho enorme. Estar ali como agricultor, como alguém do PDIS e do Baixo Sul, esse foi o maior sentimento”, garante emocionado o produtor de Presidente Tancredo Neves.

A Primeira-dama, que esteve no Baixo Sul em agosto, agradeceu o interesse dos visitantes em conhecer a cultura local. “Os jovens são a fortaleza de nossa sociedade, a esperança para que continue nosso desenvolvimento sem que se percam nossos valores e costumes”, completa.

O intercâmbio foi possibilitado pela Braskem e Odebrecht América Latina e Angola, além de contar com o apoio do governo local. “Percebemos que o Governo de Veracruz admira a Odebrecht. Eles acreditam muito que a Organização está lá para transferir tecnologia, para formar pessoas e contribuir com o desenvolvimento do Estado”, destaca Robson Kisaki, Diretor Executivo da Casa Familiar Rural de Igrapiúna, que acompanhou os jovens.

Os educandos agora têm outra missão. Levar para todas as instituições ligadas ao PDIS a experiência vivida durante o intercâmbio. Divididos em três grupos, os jovens visitarão as sedes de projetos no Baixo Sul e apresentarão suas impressões e aprendizados.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital