18h09

Profissão Mulher, parceria com Construir Melhor, capacita mulheres na área da construção civil

O curso, sob coordenação do Instituto Por um Mundo Melhor, está sendo realizado no município baiano de Valença

Compartilhe
Tamanho do texto

Na sala de aula, o instrutor explica quais as técnicas apropriadas para se conduzir uma obra ou para assentar blocos de concreto. Nas cadeiras, sentadas, estão mulheres atentas. Com diferentes idades e histórias, as educandas compartilham o mesmo objetivo: a capacitação na área da construção civil.

A oportunidade para se especializar em um campo voltado, majoritariamente, para o público masculino, tem sido possível devido ao projeto Profissão Mulher. Coordenado pelo Instituto Para um Mundo Melhor (Immel), o curso tem duração de quatro meses, entre aulas teóricas e práticas. Com parceria do Centro de Formação Profissional Construir Melhor, o projeto foi viabilizado para moradoras do município baiano de Valença. “O apoio do Construir Melhor foi decisivo, não só por oferecer as instalações adequadas para o curso, mas também por proporcionar oportunidades de estágio técnico às participantes”, relata Marly Gudinho, coordenadora executiva do Profissão Mulher.

Cada turma - matutina e vespertina - reúne, em média, 40 estudantes e as aulas teóricas acontecem na sede do Centro. Durante os meses de janeiro e fevereiro de 2012, serão realizadas as atividades práticas em canteiros de obras. “Quero colocar a ‘mão na massa’ e aplicar o conhecimento que estou adquirindo. Tenho grande vontade em exercer a função de pedreira e obter renda para, assim, garantir um futuro melhor para minha família”, reforça a educanda Karina dos Santos, 24 anos.

O projeto conta ainda com a parceria do Instituto Afrânio Affonso Ferreira e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), por meio do Programa de Qualificação Profissional Gratuita. “Temos a missão de apoiar o desenvolvimento da indústria baiana. Com o forte aquecimento da construção civil, torna-se indispensável ampliar a capacitação de trabalhadores para o setor, o que inclui o público feminino. Por isso, a importância de selar esta parceria”, declara Tatiana Ferraz, Gerente da Área de Construção Civil do Senai. Christophe Houel, Líder Educador da Aliança da Construção Civil, finaliza: “É importante qualificar mulheres na construção civil, principalmente por causa da organização e dedicação que lhe são peculiares. Elas são cuidadosas e não admitem desperdício. Além disso, este projeto busca potencializar os objetivos do Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDIS) e contribuir para o desenvolvimento do Baixo Sul da Bahia”.

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital