11h22

Cooperar para Crescer

Com apoio de assistentes educadores, associados da Coopatan ampliam qualidade e produtividade dos seus cultivos

Compartilhe
Tamanho do texto

“Antes, não tinha onde morar. Casei e fui viver na casa da minha sogra. Hoje, conseguimos construir nossa moradia. Já trocamos de carro, compramos caminhão e mais um pedacinho de terra”. Com essas palavras, o produtor rural Genival de Melo, 39 anos, descreve as conquistas de sua família. Associado à Cooperativa dos Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan), desde sua fundação, em 2000, este empresário rural conseguiu mudar de vida por meio da agricultura. “Tenho orgulho de dizer que quem vive na roça hoje vive bem”, comemora.

Foi com o apoio da Coopatan que o morador da comunidade de Ouro Preto, localizada em Presidente Tancredo Neves (BA), ampliou sua produtividade. “Plantávamos com as mãos e desmanchávamos com os pés. O trabalho era feito de qualquer jeito”, conta Genival. A instituição disponibiliza assistentes educadores, que acompanham a produção de todos os associados e repassam técnicas de manejo do solo, contenção de encostas e beneficiamento. Com isso, a produtividade média na região passou de 9 t/ha para 21 t/ha de mandioca, com picos de 68 t/ha em algumas propriedades. “A presença dos assistentes em campo possibilita um acompanhamento mais intenso que se traduz na qualidade dos cultivos”, assegura Elineide Correia, Presidente da Cooperativa.

Uma parceria firmada com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) também contribui para o sucesso dos cooperados. A Embrapa implantou na Fazenda Novo Horizonte, sede da Coopatan, um Campo de Experimentação de Mandioca, em que são cultivadas manivas adequadas à região, que são propagadas rapidamente em uma câmara especial, livres de pragas e doenças. “Nossa realidade agora é outra”, garante Genival.

Inserida na Aliança Cooperativa Estratégica da Mandioca – que engloba a Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN) - a Coopatan está transformando a vida de 201 famílias. A Cooperativa, que é certificada pela ISO 9001, dispõe de uma fábrica de farinha e é apoiada por parceiros sociais, como Walmart, Pão de Açúcar, GBarbosa e Ebal. Em 2010, passou a comercializar hortifrútis e, com o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), está implantando uma fábrica de pré-beneficiamento de frutas. O Banco apoiou ainda na aquisição de um caminhão para facilitar o transporte dos novos cultivos. “Vai significar mais renda para o cooperado e possibilitará uma produção com mais qualidade”, afirma Juscelino Macedo, Líder da Aliança. “A Coopatan cumpre seu papel de contribuir para o crescimento e desenvolvimento das famílias de agricultores, buscando novos mercados e ampliando a comercialização dos cultivos”, completa Elineide.

Uma nova realidade
“Entre 1998 e 1999, os agricultores passavam por uma crise da produção de mandioca em Presidente Tancredo Neves e entorno. Naquela época, o quilo era vendido entre três e cinco centavos. Não era um cultivo rentável e que proporcionasse renda justa”, relembra Macedo, que ajudou a criar a Coopatan. Diante desse cenário, a comunidade organizou-se e passou a comercializar com o apoio de grandes redes de varejo. O preço da mandioca quadriplicou. O agricultor Balbino dos Santos, 55 anos, viveu essa experiência. “A vida era difícil. O preço era determinado pelo comprador. Isso quando tínhamos para quem vender. Agora temos destino certo para nossa produção. Não perdemos mais o cultivo e não existem desvantagens”, assegura o morador de Riachão da Serra, município de Valença (BA), que também integra a Coopatan desde sua fundação.

Em Destaque!
Na comunidade Ouro Preto, localizada em Presidente Tancredo Neves (BA), 19 famílias são associadas à Coopatan. Lourdes da Silva pertence a uma delas. Ao lado de seu marido, Genival de Melo, assiste à mudança de realidade da região. A mãe de duas meninas acredita no potencial da agricultura e no trabalho do campo. “A cooperativa mudou nossa vida. Além de possibilitar o aumento de produção, com orientações técnicas, temos para quem vender as mandiocas e isso é o mais importante”, assegura.

Você Sabia?
O GBarbosa, quarta maior rede de supermercados do Brasil, além de apoiar na venda dos produtos, selecionou a farinha de mandioca da Coopatan para implantar sua marca própria. A Coopatan também estuda a comercialização de uma farofa a base de temperos e ervas finas.

 

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital