10h20

BNDES libera recursos para casas familiares do Baixo Sul da Bahia

Previsto em Acordo de Cooperação assinado com o Banco em 2009, aporte permitirá ampliação e reforma de unidades de ensino e aumento do número de beneficiados

Compartilhe
Tamanho do texto

As casas familiares Rural de Igrapiúna (CFR-I) e Agroflorestal (Cfaf), localizadas em Igrapiúna e Nilo Peçanha (BA), têm um novo motivo para comemorar. Nos últimos dias de 2011, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) liberou os recursos para reforma e ampliação dessas unidades de ensino, o que permitirá um aumento no número de jovens beneficiados por ano. O investimento é fruto do Acordo de Cooperação Técnica e Financeira assinado em 2009 pelo BNDES e a Fundação Odebrecht.

Para Robson Kisaki, Diretor de Ensino da CFR-I, essa notícia é um presente para todos os educadores, colaboradores e educandos. “As novas instalações criarão um ambiente mais favorável para o aprendizado e permitirão a realização de atividades com a comunidade”, assegura. Para a CFR-I, os recursos foram divididos em duas parcelas. A primeira, já disponível, no valor de R$ 707.084,18, permitirá a construção de salas de aula, de administração e de professores, além de refeitório, laboratório de informática, biblioteca e uma quadra poliesportiva.

A liberação de R$ 755.965,62 para a Cfaf, como parcela única, permitirá a ampliação dos alojamentos, construção de um refeitório, uma biblioteca, um laboratório de sementes e uma sala para direção de ensino e equipe pedagógica. “Essa parceria potencializará ainda mais a formação técnica e profissional oferecida para os jovens”, garante Suzana Baiardi, Coordenadora de Ensino da Casa.

Esta não foi a única conquista de 2011. CFR-I e Cfaf foram autorizadas a ministrar, respectivamente, o Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Agronegócio e o Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Florestas, ambos integrados ao Ensino Médio. A certificação, reconhecida pelo Conselho Estadual de Educação da Bahia, foi publicada em 9 de junho no Diário Oficial do Estado.

Outras ações
A Cooperativa dos Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan) e a Cooperativa dos Produtores de Palmito do Baixo Sul da Bahia (Coopalm) também foram beneficiadas pelo BNDES. Em conjunto com os recursos liberados para as casas familiares, a Coopatan recebeu a segunda parcela, no valor de R$ 691.135,65, correspondente ao projeto de construção de uma unidade de pré-beneficiamento de frutas. A primeira, R$749.728,50, foi disponibilizada em junho de 2011. As obras têm previsão de serem concluídas em fevereiro de 2012.

Já a Coopalm recebeu recurso no valor de R$1.284.886,00, possibilitando a aquisição de máquinas e implementos agrícolas, caminhões, carros e motos. O investimento permitirá melhorar a infraestrutura para atender o setor primário, visando o aumento da produção e a mecanização das lavouras, além de ampliar a capacidade de locomoção para os técnicos agrícolas. “As máquinas reduzirão o custo de preparo de área e com isso ganharemos em produtividade. Teremos facilidade ainda no transporte. É um orgulho para os pequenos agricultores e reforça que estamos no caminho certo, promovendo o desenvolvimento da nossa região”, afirma Raimundo dos Santos, associado e presidente da Coopalm.

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital