15h49

Instituto Harwood e Fundação Odebrecht selam parceria

Trocas de conteúdos terão como foco histórias de pessoas que se tornaram agentes de seu próprio destino e fizeram a diferença em suas comunidades

Compartilhe
Tamanho do texto

O Instituto Harwood e a Fundação Odebrecht firmaram uma parceria colaborativa com o propósito de trocar conteúdos e apresentar histórias de pessoas que estão realizando verdadeiras mudanças em suas vidas e nas suas comunidades. Durante três meses, diversos materiais serão compartilhados, destacando-se reportagens e artigos. Todo conteúdo estará disponível na versão em inglês do site da Fundação Odebrecht e no portal do Instituto Harwood.

Clique aqui e veja nota publicada no site do Instituto Harwood sobre essa parceria.

Verdadeiras Transformações
Com a missão de “Educar jovens para vida, pelo trabalho, para valores e limites”, a Fundação Odebrecht busca contribuir para formação de uma população estruturada em unidades-família, responsável pelo próprio desenvolvimento. Desde 2003, fomenta o Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDIS), promovendo a inclusão social com a geração de trabalho e justa distribuição de renda, a conservação ambiental, a prática da cidadania e a promoção da educação do campo de qualidade.

Compartilhando objetivos em comum, o Instituto Harwood contribui para que as pessoas sejam capacitadas para tomarem decisões que causem impacto positivo nas comunidades onde vivem. A proposta é incentivá-las a fazer a diferença, em prol do bem-estar público. Seu fundador, Richard Harwood, veio ao Brasil em julho de 2011 para palestrar no Seminário Internacional de Sustentabilidade – Compromisso com o Consumo Consciente, evento que apresentou os resultados do Programa Terramiga e promoveu discussões sobre o consumo consciente. “O que realmente importa, além de aflorar a consciência das pessoas, é buscar as aspirações delas”, expressou Harwood, durante sua apresentação.

No mesmo período, o norte-americano conheceu o Baixo Sul da Bahia e algumas instituições ligadas ao PDIS. Dentre elas, a Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves, onde conversou com os jovens e se surpreendeu com suas histórias de vida. “Ao olhar nos olhos deles, pude ver o futuro do Brasil em um lugar que produz inovação e liderança”, garante. Harwood publicou em seu blog um texto contando as experiências dessa viagem, em que também teve a oportunidade de conhecer produtores rurais de palmito de pupunha do assentamento Mata do Sossego, em Igrapiúna (BA).

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital