12h25

Jovens formados pelas casas familiares trocam experiências

Durante encontro, realizado na sede da Agir, participantes debateram temas ligados ao empresariamento rural, como linha de crédito e cooperativismo

Compartilhe
Tamanho do texto

Ao saírem de suas casas, eles sabiam que o dia seria diferente. Convidados para participar de um bate-papo, os jovens empresários rurais, uns mais extrovertidos e outros com fala baixa e tímida, começaram a compartilhar suas histórias. Apesar das diferentes trajetórias, todos tinham vivenciado uma experiência em comum: a formação em instituições educacionais do Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDIS). Na Casa Jovem e nas Casas Familiares, estes educandos adquiriram conhecimentos voltados às suas próprias realidades e foram estimulados a se desenvolverem nos seus locais de origem.

O encontro, realizado no dia 26 de janeiro na sede da Associação Guardiã da Área de Proteção Ambiental do Pratigi, em Ibirapitanga (BA), teve como proposta reunir jovens formados para conhecer seus atuais projetos produtivos, acompanhar o crescimento pessoal e profissional de cada um e esclarecer dúvidas. “Com a passagem pela Casa Familiar Agroflorestal, fui incentivada a desenvolver meu próprio negócio, trabalhando no catadouro instalado em minha propriedade”, afirma Meriane Conceição dos Santos, 18 anos, moradora da comunidade quilombola Lagoa Santa, em Ituberá (BA).

Durante a conversa, assuntos ligados ao tema Empresariamento Rural foram abordados, como acesso ao Pronaf Jovem – linha de crédito do Ministério do Desenvolvimento Agrário destinada a jovens agricultores e agricultoras -, acesso a terras, escoamento da produção e cooperativismo. Os participantes também expuseram situações vividas no cotidiano, como é o caso de Edilton dos Santos Clemente, 27 anos, formado pela Casa Familiar Rural de Igrapiúna (CFR-I): “Quando as pessoas me perguntam ‘você não vai se empregar?’, respondo que, pelo apoio das casas familiares, já estou cuidando do meu próprio negócio. E é isso o que a sociedade precisa entender”. Ao final das discussões, os participantes se comprometeram a replicar encontros como este com outros jovens formados.

A reunião, que contou com a participação de 22 ex-alunos, foi mediada por Robson Kisaki, Diretor de Ensino da CFR-I, e coordenada por Gilcia Beckel, consultora da Fundação Odebrecht – uma das instituidoras do PDIS. Contou ainda com a presença de Mauricio Medeiros e Waldeck Ornélas, respectivamente, Presidente e Vice-Presidente (Planejamento e Educacional) da Fundação Odebrecht.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital