08h57

Incentivando o ato de ler

Casa Jovem promove evento para comemorar Dia Internacional do Livro em escolas dos municípios baianos de Igrapiúna e Ituberá. Palestras e recitais de poesia fizeram parte da programação

Compartilhe
Tamanho do texto

“A toca do coelho dava diretamente em um túnel, e então aprofundava-se repentinamente. Tão repentinamente que Alice não teve um momento sequer para pensar antes de já se encontrar caindo no que parecia ser bastante fundo. (...) Primeiro, ela tentou olhar para baixo e compreender para onde estava indo, mas estava escuro demais para ver alguma coisa; então, ela olhou para os lados do poço e percebeu que ele era cheio de prateleiras: aqui e ali ela viu mapas e quadros pendurados em cabides”. Lendo o trecho acima, extraído do clássico “Alice no País das Maravilhas”, do escritor inglês Lewis Carroll, é possível construir cenários, estar em um mundo que não se conhece, sentir diferentes sensações. Essa é a experiência de se ler um livro e entrar em contato com as palavras.

E é pensando na mágica que existe no ato da leitura que a Organização Civil de Interesse Público (Oscip) Casa Jovem organizou um evento para comemorar o Dia Internacional do Livro, em 23 de abril, em colégios e escolas dos municípios baianos de Igrapiúna e Ituberá. Durante a programação, os estudantes participaram de palestras e recitais de poesia que trouxeram à tona questões sobre a importância do livro na vida das pessoas. “Ser leitor é ter acesso a diferentes conhecimentos sobre o mundo. A leitura é como uma chave, que abre as portas para as oportunidades”, comentou Geisa dos Santos, 16 anos, educanda da oitava série do Colégio Estadual Casa Jovem (CECJ).

Um destaque da comemoração foi “A Poesia Invade a Praça“, atividade que viabilizou recitais de poesia nas praças dos municípios, dando a oportunidade ao público de experimentar o prazer da leitura. A ação foi realizada por estudantes do CECJ que também são multiplicadores do Círculos de Leitura, projeto educativo que estimula a compreensão de textos e contribui para o desenvolvimento de novos líderes, aplicado nas unidades de ensino ligadas ao Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDIS). “Vejo a leitura como um poderoso instrumento que permite o contato do leitor com as inúmeras transformações que acontecem a nossa volta”, garante a professora Denise Anjos de Jesus Sousa, da Escola Municipal Marechal Castelo Branco, de Ituberá. O educador e Diretor da Casa Jovem, Francisco Nascimento, finaliza: “Ler é desejar ir além das palavras contidas em cada texto. É poder saborear o encanto dos fonemas e enriquecer a mente com a vida que transcorre nos livros!”.

O Dia Internacional do Livro é uma das datas comemorativas festejadas no calendário de ações do PDIS, que começou em 2011 e prossegue este ano. O propósito é aproximar as comunidades do Baixo Sul da Bahia ao Programa. O primeiro evento de 2012, organizado pelo Instituto Direito e Cidadania (IDC), comemorou o Dia Mundial da Juventude em 2 de abril.

Sobre o Colégio
Uma das unidades de ensino ligadas ao PDIS, o CECJ, localizado no município de Igrapiúna, Baixo Sul da Bahia, foi inaugurado em dezembro de 2006 e atende jovens do Ensino Fundamental e Médio. Ademarcos de Jesus, 18 anos, é um deles. Educando do ensino médio e do técnico em agroecologia, acredita que a educação transforma. “Aqui estou construindo o meu sonho. Por meio dos estudos vou mudar a realidade da minha comunidade. Não preciso sair daqui para me realizar”, conta.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital