17h35

Amigos da Rio+20 destacam em carta programa apoiado pela Fundação Odebrecht no Baixo Sul da Bahia

Documento sugere práticas para atender os desafios do planeta. Grupo reúne 26 líderes globais

Compartilhe
Tamanho do texto

 Para os “Amigos da Rio+20” não há tempo a perder. O mundo precisa de atenção e é preciso agir rápido. Convidados pelo Fórum Econômico Mundial para colaborar com a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio +20, o grupo - composto por 26 líderes globais de empresas e da sociedade civil, entre eles o Líder Empresarial da Braskem, Carlos Fadigas - elaborou uma carta para sugerir medidas práticas que poderão atender os desafios do desenvolvimento sustentável do planeta.

O Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS), apoiado pela Fundação Odebrecht desde 2003, foi uma das iniciativas indicadas pela carta como exemplo de prática que está gerando transformação social. Para Jorge Soto, Diretor de Sustentabilidade da Braskem, o PDCIS foi incluído por conta de seus resultados e forma de condução. “O foco no desenvolvimento das pessoas, especialmente dos jovens empresários rurais, é possibilitado pelo espírito de parceria que o PDCIS fomenta, reunindo atores públicos e privados. Um projeto dessa envergadura precisa de uma liderança e nesse aspecto a Fundação Odebrecht se destaca, por buscar fazê-lo de forma compartilhada com os diversos agentes”, assegura.

A carta elaborada pelos “Amigos da Rio+20” defende exatamente a necessidade de unir redes, capacidades e conhecimentos diversos. O documento destaca como o comprometimento de cada um pode contribuir para ajudar os governos a alcançar metas de desenvolvimento sustentável em um prazo específico. “O grupo acredita que as atividades com múltiplos interessados normalmente são capazes de cumprir, por meio de colaboração e inovação, uma dimensão e velocidade impactantes que podem apoiar e complementar os esforços governamentais e internacionais”, acredita Soto.

Visibilidade
Com a inclusão na carta dos “Amigos da Rio+20”, o PDCIS, que já havia sido apresentado ao mundo quando conquistou o Prêmio ao Serviço Público das Nações Unidas 2010, é mais uma vez reconhecido internacionalmente. “A citação do Programa como uma das ações exemplares de coalizões que focam a sustentabilidade, em uma publicação de cunho internacional que foi entregue aos Ministros Antonio Patriota e Izabella Teixeira, é uma demonstração do sucesso da iniciativa”, garante Soto. “Esse documento está correndo o planeta e sem dúvida contribui para o fortalecimento da imagem da Odebrecht, pois nos associa ao que há de mais moderno na condução de parcerias focando a sustentabilidade”, conclui.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital