12h10

Em simpósio do Exército, Fundação Odebrecht apresenta PDCIS

Pesquisadores e oficiais discutem sobre o desafio da sustentabilidade nos dias atuais

Compartilhe
Tamanho do texto

A discussão sobre o desafio da sustentabilidade cerca o mundo atual. A preocupação com o desenvolvimento da sociedade é de todos. Buscando ampliar esse debate, o Exército Brasileiro realizou a 4ª edição do Simpósio Interdisciplinar de Ciências Aplicadas à Atividade Militar (SICAM), em Salvador (BA), com o tema Sustentabilidade: social, ambiental e econômica. Nos dias 3 e 4 de outubro, estudantes, pesquisadores e oficiais trocaram conhecimentos sobre essas vertentes.

A Fundação Odebrecht foi convidada a compartilhar a experiência do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS). A iniciativa, fomentada em parceria com o Poder Público, iniciativa privada e sociedade civil, tem o desafio de tornar próspera e dinâmica uma área rural com grande patrimônio ambiental, fixando os jovens talentos no campo. Foi o que Mauricio Medeiros, Presidente Executivo da Fundação Odebrecht, destacou durante sua palestra. “A palavra-chave para conseguirmos transformar a realidade social é parceria. É imprescindível que todos, representantes do primeiro, segundo e terceiro setores, atuemos de maneira integrada e sinérgica em busca de soluções sustentáveis”, assegura Medeiros.

Desde 2007, o Exército é parceiro do PDCIS e incentiva a cidadania, a inclusão social e apoia as comunidades locais. Como resultados destacam-se a realização conjunta de Ações Cívico Sociais, a instalação do Tiro de Guerra em Valença (BA) – espaço que permite aos convocados prestar o serviço militar inicial nos municípios onde residem – e a implantação da primeira Escola de Instrução Militar do Nordeste no Colégio Estadual Casa Jovem, em Igrapiúna (BA). “Os jovens da região que passaram a contar com essas unidades, prestam o serviço militar na comunidade em que vivem. Esse é o papel social que o Exército desenvolve: contribuir na preparação do cidadão”, destacou o General de Exército Joaquim Maia Brandão Júnior, do Departamento de Engenharia e Construção, durante debate que aconteceu após as palestras do SICAM.


Oficiais do Exército Brasileiro e Mauricio Medeiros, Presidente Executivo da Fundação Odebrecht (ao centro)

“Essa interação com o Baixo Sul é uma oportunidade de conhecer uma iniciativa única. Tem a capacidade de desenvolver em nossos alunos a consciência para a nova realidade da responsabilidade socioambiental. Os profissionais que eles irão se tornar terão esse olhar, não só do trabalho voluntário, mas de pensar as consequências das suas ações. Isso se assemelha muito com os valores do Exército, por isso, acredito que existe essa afinidade natural”, pontua o Major José Roberto Pinto de Andrade Lima, Coordenador de Extensão, Pesquisa e Pós-graduação e Oficial de Gestão Ambiental da 6ª Região Militar (RM) do Exército. O Comandante da 6ª RM, General Racine Bezerra Lima Filho, também esteve presente no evento. Para a Segunda Tenente Rafaela Freire, Engenheira Ambiental e Sanitária, que já realizou palestra sobre saneamento básico nas casas familiares rurais – unidades de ensino que oferecem formação voltada para a realidade do campo –, o diferencial é o foco no jovem. “Com acesso a educação, eles estão transformando a realidade de suas comunidades”, comenta.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital