09h37

Comunicadores da Organização Odebrecht visitam Baixo Sul da Bahia

Diálogo com Norberto Odebrecht marca agenda. Participantes também interagiram com jovens

Compartilhe
Tamanho do texto

Uma vez por mês, comunicadores de todos os negócios que compõem a Organização Odebrecht se encontram na cidade de São Paulo (SP) para participarem da reunião sobre Auditoria de Imagem e Mídia. Produzida pela agência de comunicação CDN, parceira da Odebrecht, a auditoria sintetiza os principais indicadores de imagem da Organização, analisando a qualidade da exposição midiática no mês corrente.

Em novembro foi diferente. No dia 8, 25 comunicadores viajaram até o Baixo Sul da Bahia para, além de discutir os indicadores de mídia, trocar experiências com o Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS). Os visitantes foram recebidos por Norberto Odebrecht e Mauricio Medeiros, respectivamente, Presidente do Conselho de Curadores e Presidente Executivo da Fundação Odebrecht, no município de Presidente Tancredo Neves, na Bahia.

Fomentado pela Fundação Odebrecht em parceria com o Poder Público, iniciativa privada e sociedade civil, o PDCIS tem o desafio de tornar próspera e dinâmica uma área rural com grande patrimônio ambiental, fixando os jovens talentos no campo. Foi o que destacou Mauricio Medeiros: “Entendemos que o jovem é um valioso agente de desenvolvimento e protagonista de sua transformação, capaz de repassar seus conhecimentos adquiridos para a família e comunidade em geral, melhorando as condições de vida de todos”.

Para Norberto Odebrecht, a comunicação é o veículo do conhecimento. ”Ambas exigem cultura para a prática do conhecimento interpretativo e propositivo, que permite resultados a partir de dados que levam a fatos e estruturam e complementam atos que nos levam a resultados”, assegura. Com o fim do diálogo, o grupo conheceu as instalações da Cooperativa dos Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves que, em conjunto com a Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN), forma a Aliança Cooperativa Estratégica da Mandioca e Fruticultura.

Para André Paraná, da Odebrecht Engenharia Industrial, que já havia visitado a região em 2004, a evolução é notória. “Os jovens têm uma perspectiva de futuro clara de permanecer na região e trazer um algo mais para a sociedade. Percebo que eles são de fato protagonistas nas comunidades em que estão. Isso encanta qualquer um que passa por aqui”, garante. “É inspirador ver uma experiência como essa dando certo, mostrando que há sim como transformar a vida das pessoas, por meio da educação”, afirma Lino Cardoso, da Arena Fonte Nova.

Durante o almoço, o grupo interagiu com alunos da CFR-PTN. “Escutar deles o quanto são importantes para as comunidades em que moram é uma experiência incrível. Eles são referência e querem continuar se capacitando para contribuir com a região”, conta Bárbara Nitto, da Odebrecht Óleo & Gás.


 Visitantes do segundo dia registram passagem pela Casa Familiar Rural de Igrapiúna

Parte do grupo cumpriu um segundo dia de interação com as instituições que integram o PDCIS. Josiane Costa, da Odebrecht Energia; Thais Reiss, da Odebrecht Estados Unidos; Thais Rosa, da CDN; Pillar Baella, da Odebrecht Peru, e Ana Carolina Martins e Thaynee Vieira, da Odebrecht Infraestrutura, ainda no dia 8, conheceram as ações fomentadas pela Associação Guardiã da Área de Proteção Ambiental do Pratigi e Organização de Conservação da Terra. No dia seguinte, visitaram as sedes da Casa Familiar Rural de Igrapiúna, Ambial Agroindústria – responsável pelo beneficiamento de palmito, Casa Familiar Agroflorestal, localizada em Nilo Peçanha (BA), e Cooperativa das Produtoras e Produtores Rurais da Área de Proteção Ambiental do Pratigi

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital