08h20

Fundação Odebrecht compartilha experiências durante lançamento do 5º Prêmio ODM Brasil

Boas práticas já reconhecidas são apresentadas. Exposição sobre desafios e ações fomentadas no Baixo Sul da Bahia integra programação

Compartilhe
Tamanho do texto

Criado em 2004, o Prêmio ODM Brasil reconhece e valoriza publicamente projetos que ajudam o país a cumprir os Oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). A iniciativa do Governo Federal já premiou, em quatro edições, 80 boas práticas entre 5.097 ações apresentadas.

Uma delas é o Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS), fomentado pela Fundação Odebrecht e parceiros públicos e privados. A iniciativa foi reconhecida na segunda edição, em 2008, como única a contribuir com todos os Objetivos do Milênio de uma só vez.

Por ser um exemplo de boa prática, o PDCIS foi apresentado no Seminário de Divulgação da 5ª Edição do Prêmio ODM Brasil, realizado em Salvador (BA), no dia 23 de maio. Mauricio Medeiros, Presidente Executivo da Fundação Odebrecht, compartilhou a história de cinco jovens do Baixo Sul que se desenvolveram com apoio do Programa. “Ao oportunizarmos a esses protagonistas o caminho, eles se estabeleceram. Nós tivemos a honra de acompanhar essa evolução. Esse é o grande resultado que podemos alcançar”, assegura.

Uma das trajetórias apresentadas foi de Maria Celeste Pereira, Diretora Executiva do Instituto Direito e Cidadania, braço social do PDCIS, que estava presente no Seminário. “Temos muitos resultados para mostrar. Além dessas cinco histórias, existem várias outras. Hoje o trabalho com o jovem agricultor transforma a região. Muitos estão conseguindo ter qualidade de vida, acesso a trabalho e renda, sem a necessidade de se deslocar para os grandes centros. As oportunidades estão sendo geradas no Baixo Sul”.



Mauricio Medeiros durante apresentação

O evento foi coordenado pela Secretaria-Geral da Presidência da República (SGPR), Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). “O prêmio busca incentivar e dar visibilidade ao que já está sendo desenvolvido nesse país para melhorar os indicadores sociais. Ao lançar essa edição, queremos fortalecer essa parceria e essa ação de cidadania que todos estão dispostos a contribuir”, reforça Wagner Caetano, Secretário Nacional das Relações Político-Sociais da SGPR.

Maria Celina Arraes, representante do PNUD, destacou os últimos dados da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre as metas que já foram atingidas com antecipação, como a redução da pobreza e acesso a moradia e água. “Estamos próximos de 2015, mas ainda é possível ampliar nosso alcance. Ao mesmo tempo, estamos discutindo como será a agenda, iniciando um processo de consultas para que a população possa expressar sua opinião sobre as soluções mais importantes”, aponta. Entre janeiro e março, jovens e líderes comunitários do Baixo Sul participaram da Consulta Nacional Pós-2015 para definição dos próximos objetivos do milênio.

Ministério Público da Bahia
O lançamento da quinta edição do Prêmio ODM fez parte da programação do II Encontro Estadual de Educação do Ministério Público da Bahia, realizado nos dias 22 e 23 de maio, que contou com parceiros como o PNUD, a Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Fundação Odebrecht e Governo Federal.

Fundação Odebrecht e Ministério Público firmaram um Termo de Cooperação Técnica e definiram uma agenda de eventos a serem realizados ao longo de 2013.
 

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital