16h40

No Dia Mundial do Meio Ambiente, prioridade é restaurar os recursos naturais

Conheça a história do produtor rural Antônio Brito, considerado um agricultor modelo na região por gerar a demanda de recuperação florestal de sua propriedade

Compartilhe
Tamanho do texto

Trinta e seis anos, três filhos, esposa e o gosto pela terra. Assim resume-se a vida do agricultor Antônio Brito, morador da comunidade Fartura, localizada no município de Piraí do Norte (BA). Mais conhecido como Neto, ele participa do projeto “SAF: Uma estratégia de agroconservação na bacia do rio Juliana – Área de Proteção Ambiental (APA) do Pratigi”, liderado pela Organização de Conservação da Terra, instituição apoiada pela Fundação Odebrecht, por meio do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de APAs do Baixo Sul da Bahia (PDCIS).

O projeto é financiado pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio) e busca restabelecer os serviços ambientais de uma área considerada de alta produtividade ambiental, mas que vinha sendo degradada há alguns anos devido às necessidades econômicas locais. O projeto prevê a implantação de Sistemas Agroflorestais (SAF) demonstrativos – método de cultivo que reúne diferentes culturas, como cacau, seringueira e árvores frutíferas. Com base no acompanhamento sistemático dos arranjos manejados pelas unidades-famílias, será identificado quais ou qual apresentam maior viabilidade técnica para a região, possibilitando replicar os modelos de melhor sustentabilidade ecológica e econômica em outras áreas da APA do Pratigi.

Neto é considerado um agricultor modelo na região, por gerar a demanda de recuperação florestal de sua propriedade. Assista ao vídeo e conheça essa história.

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital