09h57

Para transformar a educação

Poder público e iniciativa privada se unem para construir Projeto Pratigi pela Educação. Foco está na melhoria de indicadores de aprendizado em unidades de ensino municipais localizadas em Área de Proteção Ambiental

Compartilhe
Tamanho do texto

Para colaborar com a melhoria do ensino fundamental em escolas municipais localizadas na Área de Proteção Ambiental (APA) do Pratigi, no Baixo Sul da Bahia, está sendo construído o Projeto Pratigi pela Educação. A iniciativa busca promover uma mobilização pela educação para melhorar o aprendizado dos alunos.

A ideia do projeto tem suas origens no interesse do Consórcio Intermunicipal da APA do Pratigi (Ciapra) em concentrar esforços no avanço da educação em Ibirapitanga, Igrapiúna, Ituberá, Nilo Peçanha e Piraí do Norte. O objetivo é alavancar índices como o de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), criado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação (MEC).

“Com a iniciativa, as escolas da região terão profissionais qualificados por meio de coordenação pedagógica, cursos e oficinas, que buscam tornar o aprendizado das crianças e adolescentes mais dinâmico”, ressaltou Heráclito Menezes, Prefeito de Piraí do Norte e Presidente do Ciapra, durante reunião realizada no dia 3 de setembro para discutir as estratégias que irão orientar o projeto. Também estavam presentes Iramar Costa, prefeita de Ituberá, Carlos Azevedo, de Nilo Peçanha, Leandro Luís Ramos, de Igrapiúna, e a professora Cecília Pereira, representando Isravan Barcelos, prefeito de Ibirapitanga.

A elaboração e execução do projeto serão apoiadas pelo Instituto Chapada de Educação e Pesquisa (ICEP) que firmou parceria com o Ciapra e a Associação Guardiã da APA do Pratigi (Agir), instituição ligada ao Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS), fomentado pela Fundação Odebrecht, Ciapra e parceiros públicos e privados.

O ICEP trabalha em prol da melhoria da educação pública e realiza trabalho semelhante na Chapada Diamantina, também na Bahia. Na região, promoveu a formação continuada de coordenadores pedagógicos, ações de mobilização social e continua acompanhando as instituições beneficiadas. Sua missão é promover a capacitação de educadores com cursos que buscam garantir avanços na aprendizagem dos docentes. Cybele Amado, Diretora executiva do Instituto, esclarece que “atuando em regime de colaboração, é possível que todos os atores de uma região transformem juntos a realidade local”.

Os recursos para realização do projeto serão captados via Tributo ao Futuro - programa que fomenta ações certificadas pela Fundação Odebrecht por meio de destinações de Imposto de Renda dos integrantes da Organização Odebrecht. O Tributo ao Futuro permite o investimento em ações que levam educação de qualidade e oportunidades de desenvolvimento profissional a jovens talentos do Baixo Sul.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital