10h44

Exército Brasileiro realiza ações que fazem a diferença

Em três dias foram mais de 500 atendimentos médicos, odontológicos e palestras

Compartilhe
Tamanho do texto

Desde 2007, o Exército Brasileiro vem contribuindo com a mudança na vida de jovens, famílias e comunidades do Baixo Sul da Bahia. A atuação incentiva a cidadania, inclusão social, proteção ao meio ambiente e disciplina para a população local.

Como resultados, destacam-se a implantação da primeira Escola de Instrução Militar do Nordeste na sede do Colégio Estadual Casa Jovem (CECJ), em Igrapiúna (BA), e a instalação do Tiro de Guerra em Valença (BA) – que possibilita aos convocados a prestação do serviço militar inicial nos municípios onde estão residindo.

Todas as ações são desenvolvidas em parceria com instituições ligadas ao Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS). É o caso das Ações Cívico Sociais (Acisos), que, desde 2009, contam com o apoio da Associação Guardiã da APA do Pratigi (Agir). 

O intuito é levar para as comunidades conhecimentos sobre civismo e cidadania, prevenção e combate ao uso de drogas, educação alimentar, saúde bucal e primeiros socorros. De acordo com Pedro Paulo da Silva, Diretor Executivo da Agir, as mobilizações buscam atender as demandas dos moradores. “Selecionamos os temas em conjunto. Visualizamos discussões relevantes para o contexto dos moradores de uma determinada região. Se temos uma concentração maior de jovens, por exemplo, fomentamos o diálogo sobre gravidez na adolescência”, conta.

A última ação, realizada de 18 a 20 de outubro, aconteceu nos municípios de Ituberá e Nilo Peçanha, com mais de 500 atendimentos médicos, odontológico, palestras e regularização de documentos do serviço militar. “Estou feliz por ter conseguido uma consulta médica. Espero que esse benefício venha mais vezes”, comenta Domingos Ramos, morador da comunidade de Lagoa Santa.

Agregando conhecimento e valores

Disciplina, cidadania e respeito são alguns dos aprendizados mais importantes para quem deseja seguir carreira militar. Com a proposta diferenciada de pedagogia, acaba de se formar a 3ª turma da Escola de Instrução Militar (EsIM). Inaugurada em 2011, a instituição possibilita a prestação do Serviço Militar aos estudantes do ensino médio e é a única localizada na zona rural do País.
Durante os oito meses de curso, os alunos aprendem noções básicas de comunicação militar, marchas, higiene, primeiros socorros, orientação e vigilância, além de receberem instruções de manejo de armamento e treinamento físico. 

“Os jovens da região que passaram a contar com essas unidades, prestam o serviço militar na comunidade em que vivem. Esse é o papel social que o Exército desenvolve: contribuir na preparação do cidadão”, destacou o General de Exército Joaquim Maia Brandão Júnior, do Departamento de Engenharia e Construção.

Para o aluno soldado Yago Souza, a oportunidade foi fundamental para ampliar os seus conhecimentos. “Foi muito bom participar da EsIM e o que aprendi aqui vou levar para toda a minha vida”. A sensação de que o filho teve uma formação diferenciada enche de orgulho Lucineia Souza, mãe de Yago Souza. “É muito gratificante saber que meu filho absorveu princípios que serviram para seu crescimento pessoal e profissional”.

Durante a cerimônia de formatura, que aconteceu no dia 24 de outubro na sede da escola, estiveram presentes o General de Divisão Racine Bezerra, Comandante da 6ª Região Militar, General de Divisão Moura Barreto, Ademário Reis, Diretor do CECJ, além de pais, alunos e comunidade.
 

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital