14h59

Baixo Sul da Bahia: Seminário discute melhorias para a região

Realizado pelo Sebrae, evento contou com a participação de jovens e lideranças políticas, que elencaram ações prioritárias

Compartilhe
Tamanho do texto

Palestras, formação de comissões temáticas e discussões de interesse público para a população do Baixo Sul da Bahia foram algumas das ações realizadas durante o “Seminário Governança Ativa, caminho para a sustentabilidade do território”. Voltado para lideranças jovens, políticas, comunitárias e empresariais, o evento aconteceu nos dias 16 e 17 de novembro, na Serra da Papuã, localizada no município de Ibirapitanga (BA).

O seminário buscou promover a integração institucional entre o poder público, sociedade civil e setor privado em prol do desenvolvimento sustentável da região e foi realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Fundação Odebrecht e Instituto Fernand Braudel.  Contou com o apoio do Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul da Bahia (Ides) e Associação Guardiã da APA do Pratigi (AGIR), instituições ligadas ao Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS).

Um dos projetos apoiados pelo PDCIS e realizado pelo Instituto Fernand Braudel é o Círculos de Leitura, ação que foi apresentada no seminário por 25 jovens protagonistas de comunidades do Baixo Sul. A iniciativa teve como parceiro o Ides e buscou preparar os moradores para as mudanças trazidas com o turismo, resgatando e reforçando a identidade coletiva e os valores culturais e tradicionais das comunidades.


Durante dois dias, seminário reuniu lideranças na Serra da Papuã (BA)


Os jovens que participaram do primeiro dia do evento prepararam uma carta de intenções voltada para a área educacional, apresentada no segundo dia para gestores públicos locais, que reuniram possíveis ações de melhorias para o desenvolvimento das comunidades. Nesse contexto, a Governança Participativa e o Protagonismo Juvenil fizeram parte da pauta como premissas de atuação. 

“A presença dos jovens para a criação da proposta de desenvolvimento dos municípios e das comunidades potencializou o evento. Esperamos que por meio dessa carta o compromisso seja firmado e passemos a liderar de fato o processo, alçando objetivos e fazendo acontecer ações planejadas”, ressaltou André Carlos Conceição dos Santos, 26, Presidente da Associação Renascer da Comunidade Quilombola de Lagoa Santa e vice-presidente da Cooperativa das Produtoras e Produtores Rurais da APA do Pratigi (Cooprap), instituição também ligada ao PDCIS.

Entre as ações elencadas para 2014 estão reuniões entre prefeituras e secretarias de Agricultura, Educação e Turismo do Território do Baixo Sul, com o intuito de elaborarem propostas de soluções efetivas e sustentáveis para a zona rural.

Carlos Henrique Oliveira, Coordenador Regional do Sebrae (BA), ressaltou a importância de encontros como este para o desenvolvimento da região. “Temos que colocar muita inspiração para que as coisas deem certo. Esse é o compromisso que a gente tem que ter daqui pra frente, buscando realizar algo novo. Queremos nos mobilizar para realizar um trabalho diferenciado, que chegue a altura da necessidade do Baixo Sul, por isso as discussões desse evento foram fundamentais”.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital