17h04

Agricultores rurais são selecionados para Projeto Incubadora

Iniciativa tem como objetivo capacitar futuros associados e é resultado da parceria entre Coopamido e o IPHA, que implementa ações de interesse público

Compartilhe
Tamanho do texto


“As pessoas transformam o meio em que vivem”. A afirmação de Magnólia Santos, Diretora Executiva do Instituto de Promoção Humana (IPHA), traduz o objetivo da entidade criada em 2013. Atuando em conjunto com a Cooperativa dos Produtores de Amido de Mandioca do Estado da Bahia (Coopamido), responsável pela produção sustentável de amido de mandioca, o IPHA implementa ações voltadas para o interesse público, desenvolvendo os capitais humano e social.

O Instituto é responsável pelo “Projeto Incubadora”, que está selecionando 30 produtores da zona rural para serem capacitados, durante um ano, no cultivo de mandioca. “Para cada agricultor será disponibilizada uma área de um hectare da Fazenda Novo Horizonte. Eles serão orientados a reproduzir o modelo agrícola da Coopamido, utilizando as técnicas mais adequadas desde o plantio até a colheita”, esclarece Jairo Souza, presidente da Cooperativa.



Apresentação do IPHA na comunidade Rio de Areia, localizada no município de Laje

A equipe do IPHA e um grupo de assistentes técnicos composta por engenheiro e técnico agrícola, além do líder educador, irá acompanhar todo o processo realizado pelos agricultores, que também vão participar de outros cursos e capacitações ao longo do ano. Ao final do processo, serão identificados os produtores que conseguiram replicar o modelo agrícola e eles serão convidados a se tornarem associados da Coopamido. “O Projeto surgiu para capacitar o produtor rural por meio da educação pelo trabalho. Caso alguém não se identifique com o modelo proposto, ele terá se qualificado para a realização de atividades em suas propriedades”, pontua Magnólia.

Para divulgar a iniciativa e selecionar os participantes, a equipe do IPHA está visitando comunidades na área de atuação da Coopamido e atuando em conjunto com entidades e órgãos locais. "Buscamos fortalecer as parcerias com as instituições que também se relacionam e buscam a melhoria de vida do produtor rural, para que o trabalho do IPHA se consolide e contribua para o desenvolvimento de todos os envolvidos", explica Magnólia.

Entre os requisitos para participar do projeto estão: ser maior de 18 anos, produtor rural, ter experiência no cultivo de mandioca e desejar permanecer no campo. Com o encerramento das inscrições, os candidatos vão passar por uma entrevista seletiva, na sede da Coopamido - localizada em Laje (BA), onde também funciona o IPHA — na qual serão escolhidos os contemplados para a primeira fase do projeto, previsto para ter início no mês de março.

Honorato Mendes, Secretário de Agricultura do município de Laje, ressalta que o projeto é fundamental para fortalecer a agricultura na região, por isso conta com a parceria da Prefeitura local. “Quando conseguimos difundir conhecimentos sobre temas de interesse para a população, agregamos valor às pessoas que temos na nossa comunidade e elas se motivam a continuarem na zona rural”.

A Coopamido e o IPHA estão ligados ao Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS), fomentado pela Fundação Odebrecht e parceiros públicos e privados.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital