09h03

Compromisso com o conhecimento

Projeto Pratigi pela Educação é lançado em cinco municípios baianos

Compartilhe
Tamanho do texto

Os municípios de Ibirapitanga, Igrapiúna, Ituberá, Nilo Peçanha e Piraí do Norte, localizados na Área de Proteção Ambiental (APA) do Pratigi, no Baixo Sul da Bahia, serão beneficiados com a implantação do Projeto Pratigi pela Educação. A iniciativa tem como objetivo fortalecer as bases educacionais nessas localidades e melhorar o aprendizado dos alunos, alavancando índices como o de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

No dia 25 de fevereiro, aconteceu o evento de lançamento do Projeto, na sede da Associação Guardiã da APA do Pratigi (Agir), localizada na Serra da Papuã, no município de Ibirapitanga. A instituição está ligada ao Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS), fomentado pela Fundação Odebrecht e parceiros públicos e privados.

Na ocasião, foi assinado o Acordo de Cooperação entre o Consórcio Intermunicipal da APA do Pratigi (Ciapra), Instituto Chapada de Educação e Pesquisa (ICEP) e Agir. Com a iniciativa, as escolas da região terão profissionais qualificados por meio de coordenação pedagógica, cursos e oficinas, que buscam tornar o aprendizado das crianças e adolescentes mais dinâmico.


Francisco Pereira, Cybele Amado, Heraclito Menezes, Isravan Barcelos, Josevaldo Almeida e Binho Marques


“O Pratigi pela Educação é um projeto colaborativo e conta com a participação de diversos atores tornando possível transformar a realidade local”, salienta Cybele Amado, Diretora Executiva do ICEP. A instituição trabalha em prol da melhoria da educação pública e realiza trabalho semelhante na região da Chapada Diamantina, também na Bahia, e em Pernambuco, em parceria com a Odebrecht Transport. Sua missão é promover a capacitação de educadores com cursos que buscam garantir avanços na aprendizagem dos docentes, além de qualificar os técnicos das secretarias de educação e diretores de escola para uma administração mais eficaz e eficiente.

O evento contou com a presença dos prefeitos e secretários de educação dos municípios que compõem o Ciapra, do  Secretário de Articulação de Sistemas de Ensino (SASE) do Ministério da Educação (MEC), Binho Marques, e Flávia Nogueira, Diretora de Departamento do SASE MEC, presidentes das Câmaras de Vereadores e dos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente dos municípios envolvidos.


Equipe de Formadores do Icep que atuará no Baixo Sul


Para Binho Marques, Secretário de Articulação com os Sistemas de Ensino do MEC, iniciativas como essa fortalecem a elaboração de um plano regional de educação. “Temos um grande desafio pela frente e queremos aprender com projetos como este, oportunizando uma educação de qualidade para todos”, defendeu Marques.

Os recursos para realização do projeto, na ordem de R$ 1 milhão, foram captados via Tributo ao Futuro, que fomenta ações certificadas pela Fundação Odebrecht. “O ICEP possui as melhores notas do Ideb da Bahia, com sua ação na Chapada Diamantina. Esta experiência contribuirá para a reversão da situação do Ensino Fundamental na APA. Com o apoio da IBM, via destinação de Imposto de Renda, pelo programa Tributo ao Futuro, estamos apoiando na transformação desta realidade”, destaca Clovis Faleiro, Relações Institucionais da Fundação Odebrecht e Líder do Tributo ao Futuro.

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital