16h57

“Somos capazes de olhar para o mundo com uma visão diferente”

Conheça a história de dois jovens líderes e como eles estão contribuindo para transformar suas realidades no Baixo Sul da Bahia

Compartilhe
Tamanho do texto

“A porta de entrada para um futuro melhor”. Assim Déborah da Silva, 25 anos, descreve a sua formação na Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN). A jovem concluiu o curso com habilitação técnica em Agropecuária em 2008 e busca difundir o conhecimento adquirido ao longo de sua trajetória.

“Sempre busquei replicar o que aprendi para a minha comunidade e cultivar valores como sabedoria e responsabilidade”, afirma Déborah, moradora da comunidade do Tanque Grande, localizada no município de Teolândia (BA). Durante sua passagem na Casa Familiar, foi uma das multiplicadoras e supervisora do projeto Círculos de Leitura, que amplia o conhecimento em grupo de obras literárias e desenvolve a visão solidária e transformadora. A iniciativa é difundida na região do Baixo Sul da Bahia pelo Instituto Direito e Cidadania (IDC).


Déborah, em 2008, recebe o diploma durante solenidade de formatura 


O IDC e a CFR-PTN estão inseridos na mesma iniciativa: o Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS), fomentado pela Fundação Odebrecht com o apoio de parceiros públicos e privados. Um dos objetivos do Programa é promover educação de qualidade e incentivar a formação de novos empresários rurais.

André Carlos Conceição, 23 anos, ex-aluno da Casa Familiar Agroflorestal (Cfaf), conta que foi lá onde aprendeu a importância de se tornar um agente do desenvolvimento regional. Nascido e criado na comunidade quilombola de Lagoa Santa, em Ituberá (BA), ele assumiu a Presidência da Associação Local, denominada Renascer.


Durante sua passagem pela Cfaf, André Carlos conta que aprendeu a importância da liderança


Sua trajetória junto às comunidades teve início em 2008 como estagiário na Cooperativa das Produtoras e Produtores Rurais da Área de Proteção Ambiental do Pratigi (Cooprap), onde permaneceu por dois anos. “Aprendi a lidar com processos administrativos, comerciais, industriais e cooperativismo”. 

Seu interesse na área financeira o levou a atuar no Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul da Bahia (Ides). Mas, segundo ele, sua vontade de contribuir para a realização de projetos junto à comunidade o fez retornar à Cooprap para assumir a vice-presidência da instituição. “Somos capazes de olhar para o mundo com uma visão diferente e contribuir com a melhoria de vida da população”.

Déborah compartilha do mesmo pensamento de Conceição. Atualmente, como Assistente Educadora na CFR-PTN, ela afirma que os valores difundidos pelos educadores nos seus anos de formação fizeram toda a diferença em sua vida e carreira. “Sou uma jovem protagonista e aonde quer que eu esteja continuo com meu espírito de servir”.

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital