11h54

Transformando realidades por meio da geração de trabalho e renda

Conheça Edson Lobo e sua família, moradores do município de Laje (BA), que encontraram oportunidade de crescimento com o cultivo de mandioca para produção de amido

Compartilhe
Tamanho do texto

Sentados no sofá da casa pintada com as cores vermelha e verde, no município de Laje (BA), Edson Lobo, 41 anos, e sua esposa Liliane Santos, 34 anos, observam, junto com seus filhos, os carros que trafegam na BR-101. “O som dos automóveis que entra pela janela não atrapalha o sossego e a tranquilidade de quem vive aqui”, afirma Lobo.

Morador da comunidade do Cruzeiro desde que nasceu, ele conta que sempre teve vocação para a agricultura. Filho de produtor rural, encontrou sua oportunidade de crescimento com a chegada da Cooperativa dos Produtores de Amido de Mandioca do Estado da Bahia (Coopamido), em 2009. “Não tinha onde fazer meus plantios, mas nos últimos cinco anos a minha vida mudou”.
 


Edson e Liliane são associados da Coopamido e vivem da agricultura


Longe do asfalto, ele e sua esposa cultivam mandioca na fazenda Sombra Verde, localizada a uma hora de sua residência, no município de Valença. Os seis hectares da propriedade foram cedidos pela Cooperativa por meio de parceria com fazendeiros da região para estimular o empréstimo de terras degradadas aos agricultores locais.

“Para ser beneficiado, o associado precisa promover ações de cunho ambiental, como reflorestamento e a recuperação de nascentes nas propriedades cedidas. Com isso, contemplamos o modo de produção sustentável que desenvolvemos, como rotação de cultura e plantio em nível. Tais ações tornam as terras cedidas mais produtivas”, assegura Jairo Souza, Presidente da Coopamido.

Essa oportunidade proporcionou aumento na renda da família, que antes era de R$ 700 e agora pode chegar a R$ 2 mil por mês. Hoje, Liliane tem a certeza de que é possível crescer na zona rural. “Saí da casa da minha mãe em Salvador para me casar com Lobo. Nos conhecemos aqui, mas as coisas eram difíceis. A tranquilidade e segurança que sempre me prenderam aqui. Com o tempo as coisas mudaram e hoje posso dizer que temos mais qualidade de vida no campo”, ressalta Liliane.

Para o futuro, a família pretende adquirir sua própria terra. “Hoje posso sonhar e estou lutando para comprar alguns hectares e viver ainda melhor, complementando o trabalho que realizo na fazenda parceira”, completa Lobo.

De acordo com Souza, a atuação da Cooperativa é marcada por histórias de sucesso e transformação na vida dos agricultores por meio da geração de trabalho e renda. “O melhor resultado é acompanhar de perto a mudança na realidade das famílias associadas”, diz.

A Coopamido é uma das instituições que fazem parte do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS), iniciativa fomentada pela Fundação Odebrecht e parceiros públicos e privados.
 

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital