08h28

Trocas de experiências e visões de futuro são compartilhadas entre jovens do Baixo Sul da Bahia

II Seminário Integrado de Educação reuniu estudantes do 3º ano das Casas Familiares Rurais

Compartilhe
Tamanho do texto

Mais de 90 jovens se reuniram para discutir o papel da educação no alcance da sustentabilidade e projetos de vida durante o II Seminário Integrado de Educação Profissional, que aconteceu na Casa Familiar Rural de Igrapiúna (CFR-I). Na ocasião, os educandos que estão no último ano de formação das três Casas Familiares localizadas no Baixo Sul da Bahia – Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN), Casa Familiar Agroflorestal (Cfaf) e CFR-I– compartilharam suas histórias e conheceram a trajetória de jovens egressos das instituições de ensino.

Tamires Oliveira, 17 anos, moradora da comunidade São Benedito, localizada no município de Nilo Peçanha (BA), descreveu o momento como de suma importância para o seu crescimento. “Hoje tive acesso a muitas informações que vão somar e me dar suporte para decidir o que quero para o meu futuro”, disse. Estudante da Cfaf, a jovem conta que quer desenvolver um trabalho de capacitação na comunidade onde vive. “Quero ensinar como podemos ser sustentáveis e replicar o que aprendi nos três anos de formação”.


Jovens se reuniram durante evento para trocar experiências de vida


Os Diretores das instituições de ensino debateram sobre empresariamento rural, agricultura e a importância do cooperativismo. Entre discussões e atividades práticas, Hilton Luan, 17 anos, morador do município de Presidente Tancredo Neves e estudante da CFR-PTN, compartilhou sua história de vida. “Eu era um jovem desacreditado e quero servir de exemplo para quem está presente aqui. Somos todos capazes, precisamos lutar por nossos sonhos”. Segundo ele, o evento é uma reunião dos jovens que não vivem a mesma realidade, mas compartilham o mesmo momento de vida.

“Minha família não queria que eu participasse do projeto e esse foi o meu maior desafio. Hoje eles se orgulham de mim e todas as dificuldades me ajudaram a crescer”, contou Rafaela Silva, moradora da comunidade de Búzios, em Nilo Peçanha, durante sua apresentação no II Seminário. Sobre sua visão de futuro, a estudante da CFR-I contou que pretende continuar em sua comunidade e se tornar uma multiplicadora de conhecimento.


Os monitores das Casas Familiares Rurais também marcaram presença no Seminário


Antônio Filho, ex-aluno da CFR-I e atual conselheiro da Cooperativa dos Produtores de Palmito do Baixo Sul da Bahia (Coopalm), falou sobre suas experiências, desafios e conquistas nos últimos anos. “Acreditem no campo, a agricultura é viável, desde que vocês tracem metas e saibam onde querem chegar” incentivou.

“Espero que todas as discussões e lições aprendidas neste dia não fiquem apenas aqui, mas que os jovens reflitam, levem para casa e compartilhem com suas famílias e comunidades”, finalizou Robson Kisaki, Diretor da CFR-I.

As Casas Familiares Rurais fazem parte do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS), fomentado pela Fundação Odebrecht com o apoio de parceiros públicos e privados.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital