14h30

Parcerias com redes de varejo beneficiam agricultura familiar

Leia entrevista com Fábio Sento Sé Oliveira, Gerente de Responsabilidade Social da Cencosud Brasil e Vice-Presidente do Instituto GBarbosa, sobre apoio a cooperativas do Baixo Sul

Compartilhe
Tamanho do texto

Fábio Sento Sé Oliveira, Gerente de Responsabilidade Social da Cencosud Brasil e Vice-Presidente do Instituto GBarbosa, fala sobre apoio aos agricultores familiares e ao Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS). As ações em sinergia com a Fundação Odebrecht contribuem para o escoamento da produção das cooperativas que participam do Programa. Confira entrevista completa:

Como e quando começou o apoio do GBarbosa a famílias de produtores rurais?

Fábio Oliveira: No ano de 2006, quando fomos convidados pela Fundação Odebrecht para incentivar as ações apoiadas no Baixo Sul da Bahia, comercializando os produtos e permitindo maior sustentabilidade, gerando trabalho e renda.

De que forma a Cencosud atua na comercialização de produtos social e ecologicamente responsáveis? Qual a quantidade média vendida por ano e quantas cooperativas são favorecidas nesse processo?

Oliveira: Apoiamos o desenvolvimento das comunidades por permitir condições comerciais diferenciadas até a consolidação do fornecedor, quando então a comunidade passa a fornecer com as mesmas condições de qualquer fornecedor. Segundo o último balanço realizado, foram beneficiados 1029 associados das cinco cooperativas que apoiamos, contribuindo para que eles obtivessem uma renda média mensal de R$ 700 por cooperado. Além disso, mais de 500 mil produtos foram comercializados pelas cooperativas no mercado formal.


"Com o PDCIS percebemos que o empreendedorismo da agricultura familiar
pode ser compatível com o grande varejo", afirma Fábio

Quais os principais diferenciais dos produtos beneficiados pelo selo produto solidário GBarbosa?

Oliveira: Os produtos sempre são provenientes de iniciativas da economia solidária, constituídos em comunidades em situação de vulnerabilidade social e possuem processos produtivos ambientalmente adequados.

De que forma são selecionadas as cooperativas parceiras da Cencosud?

Oliveira: Buscamos indicações de parceiros e investidores sociais como a Fundação Odebrecht, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Instituto Camargo Corrêa, Instituto Votorantim e Fundação Banco do Brasil.

O apoio da Cencosud ao Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS) é antigo. Qual a importância dessa parceria para vocês?

Oliveira: Com o PDCIS, percebemos que o empreendedorismo da agricultura familiar pode ser compatível com o grande varejo, pois eles conseguem fornecer com preço, qualidade e escala desejada pelas Redes, conservando as características culturais e econômicas das comunidades protagonistas.


Farinha produzida pela Coopatan é comercializada nas lojas da rede Cencosud


Desde 2011, a Cooperativa dos Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan) produz a farinha de mandioca que leva a marca da rede GBarbosa. Quais são os principais diferenciais do produto?

Oliveira: Entre os principais diferenciais estão o fato de ser um produto da agricultura familiar e da economia solidária, além de ser produzido com um padrão de qualidade diferenciado, de maneira sustentável.

Quais as perspectivas de ampliação da parceria com o PDCIS?

Oliveira: Estamos sempre à disposição para avaliar novos produtos e ajudar as comunidades do Baixo Sul na geração de renda sustentável.

Clique aqui e conheça o histórico da parceria com a Cencosud.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital