09h52

Gerando trabalho e renda para aquicultores

Conheça a história de José Roque dos Santos, que encontrou oportunidade de crescimento com a criação de tilápias

Compartilhe
Tamanho do texto

O sorriso está sempre no rosto de José Roque dos Santos, 29 anos. O morador da comunidade Maria Procópio, no município de Igrapiúna (BA), conta que não faltam motivos para comemorar. “Hoje sou dono do meu próprio negócio e consegui realizar o sonho de viver em harmonia com a natureza”, diz.

Da janela de casa, localizada próxima à barragem Maria Procópio, José Roque consegue observar o fruto de seu trabalho: a criação de milhares de tilápias em 73 tanques-rede. Associado à Cooperativa dos Aquicultores de águas Continentais (Coopecon) desde sua fundação, em 2010, ele avalia os resultados. “Antes eu trabalhava para outras pessoas e minha renda mensal era de um salário mínimo. Depois que cheguei aqui e comecei a cultivar tilápia, consigo ganhar até três vezes mais”.


O aquicultor José Roque encontrou oportunidade de crescimento com a criação de tilápias


Com o apoio da Cooperativa, ele elaborou e segue um Programa de Ação com metas a serem alcançadas ao longo do ano. “Todos os dias, ao acordar, sei as atividades que devo realizar. Planejo e me organizo visando o crescimento sustentável”, revela o aquicultor, que complementa: “Esse acompanhamento e as técnicas aprendidas fazem diferença e são fundamentais para o meu desenvolvimento”.

Toda a sua produção de tilápia é entregue à Coopecon, que por meio da Unidade de Beneficiamento de Pescado (UBP) certificada pelo Serviço de Inspeção Federal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, agrega valor aos cultivos. “Entregando o peixe a UBP, além do filé ganhamos também no que é transformado em farinha de peixe. é uma renda a mais”, destaca José Roque.

Para o futuro, o cooperado pretende aumentar a produção de tilápias e ensinar a atividade produtiva da família ao seu filho Renato, 4 anos, quando estiver mais crescido. “é um privilégio estar perto dele e vou estimulá-lo a viver para esse negócio junto comigo”.

A Coopecon está inserida no Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS) e conta com o apoio da Fundação Odebrecht e parceiros públicos e privados.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital