14h27

Uma década de ensino e transformação

Casa Familiar Agroflorestal completa dez anos de história e é referência na geração e difusão de conhecimentos aplicados às atividades agroflorestais no Baixo Sul da Bahia

Compartilhe
Tamanho do texto

Há dez anos, completados no dia 21 de junho, nascia um centro de referência na geração e difusão de conhecimentos aplicados às atividades agroflorestais no Baixo Sul da Bahia: a Casa Familiar Agroflorestal (Cfaf). Com sede localizada em Nilo Peçanha (BA), estruturada com sala de aula e de administração, alojamentos, refeitório, biblioteca e laboratório de sementes, a instituição nasceu com o objetivo de fortalecer a agricultura familiar e o manejo sustentável da floresta. Para abordar a origem quilombola dos jovens estudantes, incorporou à grade curricular oficinas de dança, artesanato e culinária. Desde 2005, já beneficiou 308 alunos, entre formados e em formação.


Colaboradores, educadores e estudantes do 3º ano de formação
comemoram os dez anos da instituição de ensino


André Carlos, da comunidade Lagoa Santa, Ituberá (BA), foi aluno da primeira turma e, à época, relatou a sua animação em aprender mais sobre a cultura dos avós. “Antes de entrar na Cfaf, eu não conhecia a história dos quilombolas. Mas aqui estou começando a ter mais informações e passo isso para todos”, afirmou. Hoje, Vice-Presidente da Cooperativa das Produtoras e Produtores Rurais da área de Proteção Ambiental do Pratigi (Cooprap), André conta que sua realidade foi transformada com o estudo na Cfaf. “Meu objetivo era terminar o Ensino Médio e partir para a cidade com alguns primos. Mas, a cada alternância vivenciada na instituição, eu percebia que eu podia conseguir viver com dignidade no Baixo Sul com os conhecimentos adquiridos”, conta. Com o exemplo, três irmãs de André também se formaram na Casa Familiar Agroflorestal e uma delas está no terceiro e último ano de formação.


Foto de André Carlos na época em que estudava na Cfaf

Com oito anos de dedicação ao ensino e à formação dos estudantes, Romildo Oliveira, monitor e coordenador de projetos produtivos da Cfaf, também é um dos personagens que representa a força da instituição. Para ele, além da oportunidade de realização profissional e humana, ser monitor possibilita explorar de forma constante o espírito de servir e de contribuir com o desenvolvimento da região. “Sou muito feliz em poder influenciar os jovens e comunidades a transformar positivamente suas vidas”, disse. Vidas como a de Patrícia Nascimento dos Santos, 16 anos, aluna do terceiro ano. A jovem participa com os colegas de projetos de conscientização ambiental em sua região, em Nilo Peçanha. “Desde o momento em que ingressei na Cfaf, fui me tornando cada vez mais consciente do meu papel enquanto cidadã”, revela.


Romildo Oliveira, monitor e coordenador de
projetos produtivos da Cfaf e estudantes em aula prática

Para a Diretora de Ensino, Rita Cardoso, fazer parte dessa história é uma grande satisfação e um estímulo para o futuro. “Que estes dez anos sejam fonte de aprendizado e reflexão para que possamos continuar trabalhando, superando desafios, impactando cada vez mais essa região e desenvolvendo-a de forma integrada e sustentável, evitando assim o êxodo rural e proporcionando aos jovens e suas famílias bem-estar e qualidade de vida no campo”, ressaltou. 

A Cfaf faz parte do Pacto de Governança da Fundação Odebrecht através do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade – PDCIS e é credenciada pelo Conselho Estadual de Educação da Bahia e conveniada com a Secretaria Estadual da Educação. Os jovens estudantes têm acesso ao curso de Educação Profissional Técnica em Florestas integrado ao Ensino Médio, com duração de três anos, e aprendem modos de plantio que integram a agricultura à floresta, além de técnicas de criação de abelhas para produção de mel e pólen, confecção de artesanato com base no coco, palha e fibra da piaçava.

 

 

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital