14h28

Qualidade em todos os processos

Palmito Cultiverde tem como uma das etapas de industrialização atividade realizada exclusivamente por mulheres. Saiba mais!

Compartilhe
Tamanho do texto

Comercializado para grandes redes varejistas e conhecido pelo paladar de muitos brasileiros, o palmito Cultiverde, produzido por agricultores familiares e beneficiado pela Cooperativa de Produtores de Palmito do Baixo Sul da Bahia (Coopalm), tem a qualidade como uma marca registrada. Antes de chegar a mesa dos consumidores, uma etapa da industrialização chama a atenção por ser realizada exclusivamente por mulheres: o processo de corte e seleção.

Ao todo, 28 colaboradoras selecionam a chamada “parte nobre” do palmito, de acordo com os parâmetros de maciez e firmeza, para então realizar o corte com facas cegas - uma exigência do processo. Segundo Josenilton da Cruz de Souza, líder de qualidade da Coopalm, as mulheres têm maior facilidade e sensibilidade para identificar a textura do palmito. “Por isso a atividade é realizada exclusivamente por elas. Isso garante a qualidade do produto e sua padronização”, explica.

Para Dilma Silva Oliveira, 44 anos, líder do processo de corte e seleção, os clientes são exigentes e o foco no trabalho é fundamental para o resultado final do produto. “Tenho enorme satisfação em fazer parte de uma equipe responsável por manter o controle de qualidade”, afirma. Os resultados alcançados orgulham o time de mulheres, a exemplo da colaboradora Zenaide Correia de Jesus, 33 anos. “Depois de finalizados, olho para os potes com orgulho de saber que contribui para que estivessem prontos”, afirmou.


Colaboradoras na área de corte

Uma das cooperativas mais certificadas no Brasil, a Coopalm faz parte do Pacto de Governança da Fundação Odebrecht através do PDCIS – Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrando com sustentabilidade. “Nosso sistema de qualidade atua criteriosamente em todos os processos de produção e industrialização do Palmito Cultiverde, fatores que contribuíram para a conquista e manutenção dos certificados ISO 9001 (Gestão de Qualidade), ISO 14001 (Gestão Ambiental) e FSSC 22000 (Segurança do Alimento)”, completa Josenilton.

 

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital