09h11

Trabalho e conhecimento

Conheça a história de Dionísio de Jesus e como a aquicultura mudou a vida de sua família

Compartilhe
Tamanho do texto

Com trabalho e conhecimento, consegui chegar até aqui”. Há dois anos, Dionísio de Jesus, 32 anos, não imaginaria que a sua vida fosse mudar tanto – e para melhor. Morando na casa do pai, com três filhos e sem dinheiro para o sustento, encontrou a oportunidade que lhe faltava com a criação de tilápia em tanques-rede em Igrapiúna (BA). Hoje possui moradia própria e uma renda mensal que garante qualidade de vida para toda a família.

“Trabalhava com meu pai no campo, com as culturas da seringa e do cacau, mas o que sobrava no fim do mês era pouco, às vezes nada. Hoje tenho minha casa e posso oferecer coisas que antes não podia a minha família”, conta orgulhoso. Como associado da Cooperativa dos Aquicultores de águas Continentais (Coopecon), Dionísio tem acesso a conhecimento por meio da assistência técnica que visa uma melhoria contínua na qualidade da sua produção e aumento de produtividade. Por mês, o aquicultor entrega uma média de seis mil quilos de tilápia para beneficiamento e posterior comercializa ção, em forma de filé, a grandes redes varejistas do nordeste e sudeste do país.

A filha mais velha, Daniele de Jesus, 17 anos, conta que o pai está diferente. “Sinto que ele está mais forte e presente”, afirma. Aluna do Colégio Casa Jovem e formada no Curso de Qualificação em Aquicultura da Casa Familiar das águas (CFA), a jovem tornou-se mais próxima do pai com a troca de conhecimentos sobre a criação dos peixes. “Aprender sobre a aquicultura foi uma experiência única e um incentivo a mais para a nossa família”, disse.


Da esq. para dir: Daniela de Jesus, Marilene dos Santos e Dionísio de Jesus.
Com a tilápia em mãos, a filha mais nova, Mirelle de Jesus

 

Com a renda mensal, Dionísio começa a investir em uma propriedade maior para viver com a família no futuro. “Estou feliz e não tenho vergonha de dizer que venci na vida. Conquistei muita coisa”, diz. Como sonho, ele é enfático: “permanecer no caminho que estou trilhando”. Coopecon, CFA e Casa Jovem - Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que apoia o Colégio Casa Jovem - fazem parte do Pacto de Governança da Fundação Odebrecht através do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade – PDCIS.

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital